Friedrich Engels

Mestre em Ciências Sociais (PUC-Rio, 2015)
Graduada em Ciências Sociais (UERJ, 2012)

Friedrich Engels nasceu em 28 de novembro de 1820 em Wuppertal, Alemanha. Filho mais velho de Friedrich Engels e Elise Engels, teve 8 irmãos. Seu pai era descente de uma família de comerciantes e industriais cujas atividades se originaram ainda no século XVI, na região de Wuppertal e Barmen, os negócios foram passados de geração em geração até Engels. Sua mãe era filha de eruditos e conhecida por sua imaginação fértil e o apreço às artes e à cultura.

Essa região da Alemanha foi onde mais se desenvolveu o pietismo (movimento religioso protestante que defendia a supremacia da fé em detrimento da razão), religião que a família de Engels professava. Além da religião outra força social moldou o caráter de Engels, a pobreza do distrito industrial de sua cidade. A região havia se industrializado muito cedo e já sofria com suas consequências, como pobreza e indigência dos trabalhadores.

No que diz respeito a sua formação, Engels tinha vontade de ingressar na Universidade de Direito ou se dedicar a escrita literária, mas declinou de ambas para se dedicar a carreira de empresário, seguindo a trajetória que a família esperava. Sua formação começou nas empresas da família e logo depois seu pai o enviou para Bremen, ourta cidade alemã, aos 17 anos. Uma curiosidade sobre Engels diz respeito a sua habilidade com línguas, ele dominava bem o Alemão, Inglês, Espanhol, Italiano, Português e o Francês, e se vangloriava de poder conversar em 25 idiomas diferentes.

Engels escreveu muitos panfletos em sua juventude sobre questões políticas e filosóficas polêmicas de sua época, como o dualismo de Hegel e as teses de Feuerbach. Durante os anos de 1839 a 1842 Engels se estabeleceu como crítico político e literário, tendo publicado aproximadamente 50 panfletos e artigos. Em 1842, seu pai o enviou para Manchester como parte do treinamento que recebia para trabalhar nas empresas da família.

Em 1844 a amizade entre Karl Marx e Engels se estreita, ambos já haviam se conhecido e trocado cartas em 1841, mas não se entenderam de início. É neste ano que os dois concluem que seus trabalhos são complementares e que de forma independente os dois tinham formado a mesma visão do objetivo da história e dos meios para sua realização. É também em 1844 que ele publicou suas duas obras mais conhecidas, “A situação da classe trabalhadora na Inglaterra” e “As origens da família, da propriedade privada e do Estado”. Em 1848, em parceria com Marx, publicou o “Manifesto do Partido Comunista”, obra mais conhecida da parceria dos dois.

Em suas obras buscou apresentar as origens do socialismo e imaginava meios reais de implantação do socialismo científico, termo por ele criado em oposição aos socialistas que precederam a ele e Marx, os socialistas utópicos. Também está presente em seu pensamento uma forte crítica a religião e a família. Ele foi responsável por viabilizar a publicação da obra que Marx deixou inacabada, “O Capital”, volumes II e III.

Friederich Engels morreu em 5 de agosto de 1895, em Londres.

Referências Bibliográficas:

MAYER, Gustav. Friedrich Engels: a biography. Chapman & Hall, London, 1935.

CARVER, Terrell. Friedrich Engels: his life and thought. Palgrave Macmillan, New York, 1990.