Irmãos Lumière

Por Gabriella Porto
Auguste e Luis Lumière são, por vezes, considerados os pais do cinema, por terem sido os pioneiros na exibição de imagens em movimento.

Os irmãos inventaram o cinematógrafo, e em 28 de dezembro de 1895, na cidade de La Ciotat, localizada no sudeste da França, fizeram a primeira exibição pública de uma imagem em movimento. Filhos de Antoine Lumière, fotógrafo e fabricante de películas fotográficas, os irmãos também eram colaboradores do pai, na fábrica Lumière.

A maioria das produções dos irmãos Lumière consistia em documentários curtos relacionados com a divulgação do próprio equipamento inventado por eles, o cinematógrafo.

O cinematógrafo era, ao mesmo tempo, uma máquina de filmar e um projetor de cinema.  A primeira sala de cinema onde em 1895 os irmãos Lumière fizeram a primeira exibição pública de imagens em movimento chama-se Eden e existe até hoje.

Os irmãos eram engenheiros, e Auguste também gerenciava a fábrica da família. Apesar do sucesso com a divulgação do invento, os irmãos acreditavam que era apenas um instrumento para uso científico que não teria futuro comercial.

Mais tarde, em 1986, os irmãos Lumière promoveram a divulgação do cinematógrafo em Bombaim, Londres e Nova Iorque. Além do cinematógrafo, os irmãos também se dedicaram a outros inventos, como o autochrome ou autocromo, primeiro processo de fotografia colorida, a placa fotográfica seca, a fotografia em relevo e o cinema em relevo.

Leia também:

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Auguste_e_Louis_Lumi%C3%A8re
http://super.abril.com.br/superarquivo/1991/conteudo_112830.shtml
http://www.fafich.ufmg.br/~labor/cursocinema/pageoutorder/18lumiere.html