Cnidários (coelenterata, celenterados)

Por Fabiana Santos Gonçalves
Modo de Vida

Os cnidários ou celenterados são animais exclusivamente aquáticos, em sua grande maioria, marinhos. Existem dois tipos morfológicos de indivíduos: os pólipos e as medusas. Os pólipos são sésseis, ou seja, vivem fixos a um substrato e as medusas são organismos livres e natantes. São diblásticos, protostômios e com simetria radial. Podem formar colônias como é o caso das caravelas e dos corais.


Pólipo

Medusa

Tegumento

Possuem três camadas que constituem o corpo: epiderme (camada mais externa, com células sensoriais e cnidócitos), mesogléia (camada gelatinosa que possui células nervosas formando um sistema nervoso difuso) e gastroderme (revestimento da cavidade gastrovascular). A mesogléia é muito mais desenvolvida nas medusas, o que confere aspecto gelatinoso.

Sistema Nervoso

Os celenterados possuem um sistema nervoso difuso.

Digestão

Os pólipos e as medusas apresentam boca, mas não possuem ânus. O alimento é parcialmente digerido na cavidade gastrovascular e a digestão é completada pelas células que revestem a cavidade. O que não é aproveitado é eliminado pela boca. A excreção e a respiração ocorrem por difusão.

Defesa

Os cnidários possuem um tipo especial de células, os cnidócitos (cnidoblastos ou nematoblastos), células de ataque e defesa, em maior quantidade nos tentáculos. Quando o cnidocílio é estimulado, um filamento que fica dentro do nematocisto é disparado. Este filamento possui um líquido urticante que pode provocar desde queimaduras até a morte.

Reprodução

Tipos de reprodução: assexuada (brotamento e estrobilação) e sexuada, podendo haver alternância de gerações
Sexuada: há presença de gônadas. Existem espécies monóicas e dióicas. Pode haver alternância de gerações envolvendo pólipos e medusas. Leia mais sobre reprodução dos cnidários.
Existem três classes: Hydrozoa, Scyphozoa e Anthozoa.