Espinhos

Por Marilia Araujo
Os espinhos são órgãos adaptativos presentes em alguns vegetais. Normalmente brotando do caule, mas também pode ser encontrado nas folhas. Pode ser rígido e pontiagudo como os espinhos da laranjeira (como na foto abaixo), ou pode ser mais maleável e retorcido como da Uncaria guianensis (popular unha-de-gato), por exemplo. Em alguns vegetais específicos as folhas assumem a forma de um espinho para preservar a planta de uma possível desidratação, normalmente isso ocorre com plantas que habitam lugares extremos, como é o caso dos cactos.

É mais comum do que se pode imaginar fazer confusão entre acúleos e espinhos, ambos são estruturas pontiagudas e rígidas (na maioria das vezes, pois vemos que nem todos os espinhos são assim). No entanto a semelhança é apenas externa. Internamente os acúleos são considerados estruturas enrijecidas pelo acúmulo de lignina ou ainda de outras substâncias inorgânicas depositadas aleatoriamente ali. De forma que quando se retira um acúleo, de maneira mais fácil do que quando se retira um espinho, o que se percebe é apenas uma injúria que deixa uma cicatriz no lugar de onde foi retirado. O mesmo não acontece com os espinhos, uma vez retirados causam danos ao vegetal e no lugar é possível notar um resquício de seiva circulante. Os acúleos podem ser observados facilmente nas rosas.

Os espinhos são estruturas que funcionam como “garras” para algumas espécies de plantas, normalmente lianas ou trepadeiras, que os utilizam para subir em algum outro vegetal ou substrato. Ou ainda, funcionam como defesas mecânicas para a maioria, já que os espinhos intimidam animais herbívoros famintos de devorarem aquele vegetal. No paisagismo é possível ver muitos exemplares sendo utilizados como cercas-vivas ou muros-vivos.

Bibliografia:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Folha_%28bot%C3%A2nica%29
http://www.medicinaisplantas.com/botanica-tipos-de-caule.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Espinho_%28bot%C3%A2nica%29
http://aprendendocomovoinho.blogspot.com/2010/07/plantas-com-aculeos-ou-espinhos.html