Fitogeografia

Por Caroline Faria
A fitogeografia é um ramo da biogeografia responsável por estudar a origem, distribuição, adaptação e associação das plantas de acordo com a localização geográfica e sua evolução.

Também chamada de geobotânica, geografia das plantas e geografia botânica, a fitogeografia nasceu de uma mudança na maneira de se estudar as plantas que, até o século XIX, quando Alexander Von Humboldt e Aimé Bonpland publicaram “Essai sur la géographie des plantes”, em 1805 (ou “Ensaio sobre a geografia das plantas”), era encarado do ponto de vista essencialmente botânico. Sendo, até então, dada pouca importância à localização geográfica na configuração e distribuição das vegetações.

A fitogeografia abrange conhecimentos relacionados à taxonomia, climatologia, ecologia, morfologia e fisiologia, além da fitossociologia para considerar qual a interferência do meio nas formações vegetais. Análise que chegou a ser esboçada ainda antes de Humboldt por Lineu em seu “Flora lapponica”, de 1737. Porém foi a obra de Humboldt que marcou o início do estudo das plantas com relação a sua localização geográfica, sendo Humboldt por isso, considerado o pai da fitogeografia.

Através dos estudos realizados pelos fitogeográfos foi possível compreender a relação dos fatores climáticos (como os ventos, a umidade e a temperatura), fisiográficos (altitude, exposição e declividade), e de iluminação (fototropismo, fotoperiodismo) no crescimento e desenvolvimento das plantas que nos fazem compreender porque diferentes regiões apresentam tipos de vegetações tão variadas. De acordo com a fitogeografia as plantas podem ser classificadas da seguinte forma:

Quanto à luz

* heliófilas, quando preferem lugares com muito sol;
* esciófilas, quando preferem a sombra;
* intermediárias, quando preferem insolação intermediária;
* indiferentes, quando a exposição à luz não causa grandes reações;

Quanto à tolerância a variação da luz

* eurifóticas, quando a tolerância é grande;
* estenofóticas, quando a tolerância é baixa;

Quanto à temperatura

* microtermos, plantas adaptadas ao frio;
* mesotermos, plantas adaptadas às temperaturas moderadas;
* megatermos, plantas adaptadas ao calor;

Quanto à tolerância a variação da temperatura

* euritermos, grande tolerância;
* estenotermos, baixa tolerância;

Quanto à umidade

* aquáticas, que vivem apenas na água;
* higrófilas, que preferem lugares com muita umidade;
* mesófilas, que preferem locais com umidade média;
* xerófilas, adaptadas a locais com baixa umidade

Quanto à tolerância a variação da umidade

* eurígricas, grande tolerância;
* estenoígricas, baixa tolerância

Quanto à altitude

* de planície;
* de montanha;
* subalpino;
* alpino;
* nival;

Quanto à acidez do solo

* acidófilos, preferem meios ácidos;
* basófilos, preferem meio básicos;
* neutrófilos, preferem meios neutros;