Astrobiologia

Sempre nos perguntamos a cerca de como a vida surgiu em nosso planeta. A astronomia é o campo que cuida dos saberes sobre o universo: sua origem, leis e curiosidades. Entretanto, para responder a muitas perguntas, esse campo precisou se desmembrar em outras áreas complementares. Para responder sobre a questão do surgimento da vida, a astrobiologia surgiu como uma forma de reunir os estudos e pesquisa sobre o assunto.

A astrobiologia é uma área de pesquisa recente; o departamento de astrobiologia da Agência Espacial Americana (NASA) completou 50 anos em 2015. De modo geral, a astrobiologia busca compreender a origem, evolução, futuro e distribuição da vida tanto na Terra como em outras partes do Universo.

Ao longo dos anos, pesquisadores vêm encontrando indícios de como a vida se estabeleceu e evoluiu na Terra e algumas dicas de como ela sobreviveria em outras partes do Universo. Algumas espécies terrestres, chamados de extremófilos, vivem em condições de ambientes extremos e quase insuportáveis como à beira de vulcões ou debaixo de extensas calotas de gelo. Esses animais ajudam os pesquisadores a entender como seria a adaptação da vida em planetas muito quentes como Mercúrio ou a locais muito gelados como Plutão.

Muitas pessoas confundem astrobiologia com exobiologia. Apesar da definição quase semelhante, uma é mais abrangente e a outra é mais específica e limitada, respectivamente. Exobiologia diz respeito à busca da vida fora da Terra e como os ambientes extraterrestres surtem efeitos em tais seres vivos. A astrobiologia busca as origens da vida na Terra e busca compreender a ligação da vida com o Universo, além de se perguntar como encontrar e entender a vida em outros planetas e luas.

Para estudar todas as questões referentes a vida e sua origem e adaptação na Terra e no Universo, a astrobiologia conta com a ajuda de outras áreas como biologia, astronomia, física, geografia, ciências planetárias etc. além de cálculos teóricos especialmente criados para responder a essas perguntas e a simulação experimental de diversos ambientes. A simulação pode ocorrer tanto em laboratórios especiais quanto em ambientes da própria natureza como as áreas mais geladas do Planeta.

Até agora, as pesquisas têm encontrado grandes respostas para o surgimento de vida na Terra, mas continua buscando por similares do tipo de vida terrestre em outros locais ou por coisas totalmente novas. A Nasa é uma das agências que lidera esses esforços e sempre traz resultados incríveis.

Referências:
http://www.universoracionalista.org/introducao-a-astrobiologia/
http://www.observatorio.iag.usp.br/index.php/mppesq/astrobio.html?start=1
http://www.astrobiobrazil.org/index.php/pt_br/

Arquivado em: Astronomia, Biologia, Ciências