Boiardos

Entre os séculos X e XVII, Boiardo era a denominação recebida pelos membros da aristocracia da Rússia. A origem do nome vem da palavra boiarim, que significa “combatente” ou “primogênito” no idioma russo. Na época da Rússia Feudal, os Boiardos eram os formadores da casta que detinha o maior poder político, militar e econômico através das Dumas Boiardas, que eram os conselhos e assembleias do país.

No Principado de Kiev, eles compunham a classe que dominava as propriedades mais extensas, além de controlarem a legislação. Até mesmo após o deslocamento do centro de decisões para Moscovo, continuaram a ter grande influência. Um exemplo de Boiardo presente na literatura é o Conde Drácula, do romance de Bram Stoker.

Inicialmente, a Duma dos Boiardos contava 30 membros. Com o tempo, este número foi crescendo, chegando a 100 elementos durante o século XVII. Naquele período, a Rússia era formada por diversos principados, que se sustentavam com a comercialização de mercadorias. Neste ponto, os Boiardos entravam com a proteção aos comerciantes. Por isso, conseguiam usufruir de muitas regalias.

Porém, durante a implantação do Cesarismo na Rússia, iniciada por Ivan III, a soberania dos Boiardos começa a diminuir. Isso ocorre devido a uma medida que inicia a anexação dos principados, anteriormente autônomos, com o objetivo de implantar o Cesarismo. Com isso, as dumas dos Boiardos ficaram submetidas às decisões do czar. Na mesma época, houve a criação dos prikazes e dos vovoides. Os primeiros funcionavam como escritórios centrais que acompanhavam as comercializações. Já os segundos, eram funcionários do czar que inspecionavam os Boiardos no intuito de garantir que fossem obedientes ao monarca.

Durante o reinado de Ivan, o Terrível, primeiro monarca a utilizar o título de czar, houve a criação da opritchnina, um grupo de elite russo no qual os membros mantinham-se leais ao czar em troca de poder. Assim, os Boiardos entraram na fase final de seu declínio quando Pedro, o Grande, 1º Imperador do Império Russo, alterou drasticamente a estrutura da sociedade. Dentro deste contexto, foi imposto um novo significado de nobreza que tornou nobres somente aqueles que servissem o exército ou trabalhassem na administração pública. O principal poder dos Boiardos eram as terras que herdavam, o que foi dizimado pelo czar, que começou a conceder as propriedades com base no número de serviços prestados para o país.

Fontes:
FERRO, Marc. História das Civilizações. Das conquistas às independências. Séculos XIII a XX. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Iv%C3%A3_IV_da_R%C3%BAssia
http://fr.wikipedia.org/wiki/Opritchnina

Arquivado em: Curiosidades, Rússia