Coaching

Um novo campo profissional emerge no mercado de trabalho, o Coaching. Há várias formas de definir esta profissão, mas basicamente é um mecanismo que tem como objetivo aumentar o grau de desempenho de uma pessoa, de uma comunidade ou de um ambiente empresarial.

O coach, indivíduo preparado para exercer este ofício, alia em sua atuação práxis e métodos diferentes, pois pretende oferecer ao indivíduo a oportunidade de percorrer sua jornada existencial o mais próximo possível da perfeição. Com esta ideia em mente o profissional se vale de procedimentos e recursos técnicos diversos, todos certificados pela Ciência, para atingir uma proporção maior de soluções positivas.

O coaching oferece ao cliente uma orientação nas esferas particular e profissional, com o objetivo de prepará-lo para colher frutos objetivos e assertivos tanto no campo trabalhista quanto na vida pessoal. A pessoa que contrata esta assessoria está em busca de aperfeiçoamento, progresso, desenvolvimento, tranqüilidade, e tem como objetivo ser feliz.

Portanto, pode-se dizer que ele é um aliado do coach, pois anseia realmente pela mudança interior. Assim, o cliente está disposto a interagir com o profissional, uma vez que tem como meta construir uma existência mais aceitável. Para isso o indivíduo precisa se munir de paciência e tempo, pois deve se submeter a uma assistência incessante até estar pronto para caminhar por si próprio.

O candidato a coach vai adquirir um saber multidisciplinar, passando pelas Ciências Comportamentais, pelos principais filósofos, pela aprendizagem e aprimoramento moral e intelectual do público adulto, por uma teoria dos sistemas e, enfim, pelos caminhos que envolvem a gestão de empresas, métodos e espírito de chefia.

Há várias espécies de coaching, e as principais são o Coaching Executivo, o Pessoal ou Coaching de Vida ou Pessoal, e o Coaching de Performance ou Coaching do Desempenho. O primeiro tem como objetivo habilitar os gestores de organizações empresariais a desenvolver um desempenho de maior qualidade e a conquistar o grau de excelência na vida particular e nas transações financeiras. O executivo é assessorado no estabelecimento de objetivos, habilidades, incumbências e desígnios da sua instituição empresarial.

O segundo almeja transformar as pessoas em seres capazes de exercitar sua auto-realização por meio da concretização de seus objetivos. Assim elas são niveladas no patamar de uma vida estável, conscientes de seus princípios, da missão a cumprir e do sentido de sua existência. O propósito almejado pelo indivíduo pode se circunscrever a qualquer campo de sua jornada existencial, na saúde, na relação com o outro, na busca espiritual, no setor financeiro, em sua trajetória profissional, na gestão do tempo, no âmbito familiar, entre outros.

O terceiro tem como meta desbloquear os talentos natos dos profissionais. Neste procedimento um indivíduo assessora o outro no exercício, na assimilação e na conquista dos propósitos desejados. Isto ocorre por meio de um processo de conhecimento de si mesmo e pela tomada de consciência sobre as obrigações pessoais de cada um no campo do desenvolvimento profissional.

Fontes:
http://www.sbcoaching.com.br/o_que_e_coaching
http://pt.wikipedia.org/wiki/Coaching

Arquivado em: Curiosidades, Profissões