Esquadrilha da Fumaça

Conhecido como Esquadrão de Demonstração Aérea - EDA, a Esquadrilha da Fumaça é formada por engenheiros mecânicos e pilotos da FAB (Força Aérea Brasileira). Este grupo realiza impressionantes demonstrações de acrobacias aéreas no Brasil e em território internacional. O objetivo deste tipo de modalidade, segundo o Esquadrão é intermediar e aproximar as esferas Militar, Civil e Aeronáutica, por meio de espetáculos e apresentações, o que gera a necessidade de interagir os três órgãos em determinados eventos.

A origem da Esquadrilha da Fumaça se deu em Maio de 1952, quando um instrutor da Escola Aeronáutica do Rio de Janeiro, em sua hora vaga começou a treinar acrobacias com outros instrutores, com o objetivo de incentivar os cadetes que iniciavam seus estudos, a se tornarem mais confiantes em seus trabalhos e missões. Atualmente a sede da Esquadrilha é na Academia da Força Aérea, na cidade de Pirassununga em São Paulo.

Desde a sua fundação ocorreram apenas três relatos de acidentes, que foram no ano de 1961 me Florianópolis, quando dois aviões modelo Texan T-6, colidiram durante a apresentação, mas um deles conseguiu realizar um pouso de emergência, outro no ano de 1995, que culminou na morte do Capitão Cláudio Gonçalves Gamba, ao não conseguir retornar de uma manobra Lancevak. E por fim, a mais recente, no ano de 2010, que causou a morte do então Capitão Anderson Amaro Fernandes, ao se chocar contra outra aeronave durante a exibição da manobra Snap Roll.

As aeronaves utilizadas para a realização das manobras da Esquadrilha da Fumaça são especialmente desenvolvida para missões especiais, e são elas os modelos: North American T-6 Texan, T-24 Super Fouga Magister, Neiva T-25, embraer EMB-312 Tucano e o A-29. E as manobras mais realizadas pelos pilotos são as famosas:  Split e Cruzamento Duplo, Panqueca, Looping em leque, o Coração, Break, Looping com desfolhado, Looping coincidente com cruzamento lento, Bomba, Bolota, Espelhão, Barril (com 6 aeronaves), DNA com duas voltas, Snap Roll, Grossura, Bolota invertida, Tonneau simultâneo reverso, Oito cubano e Estol de badalo.

Resumidamente, as responsabilidades da Esquadrilha da Fumaça permeiam os princípios de valorizar a Força Aérea Brasileira e o patrotismo, desenvolver as habilidades aeronáuticas, demonstrar a capacitação e alto grau de treinamento dos profissionais da FAB, comprovar e garantir a qualidade dos aviões da aeronáutica brasileira, difundir a Política de Comunicação da FAB e representá-la perante o povo brasileiro e estrangeiros.

Existem ainda outros grupos de acrobacias aéreas pelo mundo todo, como o Halcones no Chile, o Cruz del Sur da Argentina, Frecce Tricolori na Itália, Patrouille de France na França, Thunderbirds nos Estados Unidos, Asas de Portugal em Portugal, Blue Impulse no Japão, Russiam Knights na Rússia e Wings of Storm na Croácia.

Fonte:
http://www.esquadrilhadafumaca.com.br/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Esquadrilha_da_fuma%C3%A7a

Arquivado em: Curiosidades