Lamparina

Conhecida como lâmpada a óleo, lâmpada de azeite e candeia, a lamparina é feita a partir de um recipiente (bacia, caldeira, balde) contendo óleo combustível. Em cima do líquido inflamável, coloca-se um pedaço de cortiça ou de madeira, que flutua sobre a solução. No pedaço de cortiça fixa-se um pavio encerado que fica acima de todo o recipiente, direcionado para o alto. A iluminação do ambiente ocorre quando o pavio é aceso. As lamparinas são utilizadas há muito tempo, remetem à pré-história e nunca perderam sua utilização desde que foram inventadas.

De acordo com a definição do Grande Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, lamparina é uma “pequena lâmpada que fornece luz de pouca intensidade, composta de um reservatório para líquido combustível (azeite, querosene etc.) no qual se mergulha um pavio que traspassa uma pequena rodela de madeira e se acende na outra extremidade”.

Para fazer uma lamparina caseira, são necessários os seguintes materiais: um pedaço de papel alumínio, 4 alfinetes, barbante (pavio), uma rolha (cortiça), alicate, prego, faca, martelo e tesoura. (Não é recomendado que crianças façam esta experiência sem a supervisão de adultos).

Primeiramente, é necessário fazer um corte reto na rolha, deixando-a com a espessura de cerca de um centímetro. O segundo passo é furar o centro da rolha utilizando o prego e o martelo. A seguir, deve-se enrolar a rolha em papel alumínio, que protegerá a cortiça da chama da lamparina e poderá ser fixada na cortiça com os 4 alfinetes.

Depois, corta-se uma tira de barbante de aproximadamente 30 centímetros, unindo suas duas pontas e dobrando-a ao meio. Ao segurar o barbante duplo por um tempo, ele torna-se um só, mais grosso. Após este passo, coloca-se o barbante dentro do buraco feito na rolha e acerta-se suas pontas com a tesoura.

A rolha pronta deve ser colocada em um recipiente (copo ou xícara) preenchido com óleo de cozinha e apenas 1/3 de água, deixando um espaço na borda para a rolha. Depois, basta colocar a rolha com o pavio para a parte de fora e acender a lamparina.

Existem diversos tipos de lamparinas, que tem suas categorias definidas de acordo com sua forma, desenho, estrutura e material utilizado em sua construção, que pode ser cerâmica, ouro, bronze, prata, pedra e argila. Existe um tipo de lamparina chamada poronga, que é desenvolvida com latas de óleo e querosene. Esse tipo de lamparina é bastante utilizada por extratores de borracha para iluminar o caminho entre as seringueiras.

Fontes:
http://houaiss.uol.com.br/busca?palavra=lamparina
http://www.ehow.com.br/sua-propria-lamparina-oleo-chamas-coloridas-como_11301/
http://www.infopedia.pt/$lampada
http://pt.wikipedia.org/wiki/L%C3%A2mpada_a_%C3%B3leo

Arquivado em: Curiosidades