Biblioteconomia Jurídica

A Biblioteconomia Jurídica tem por objetivo a utilização das técnicas de biblioteconomia aplicadas à ciência do Direito para simplificar o acesso a dados e informações jurídicas de forma rápida, eficiente e organizada. Utilizada em diversas bibliotecas e livrarias, que costumam dar ênfase à seção de livros jurídicos, a Biblioteconomia Jurídica é uma área que abrange muitas obras e assuntos e por isso precisa da atuação de profissionais gabaritados e experientes. São diversos os artigos em revistas de Biblioteconomia e Documentação, congressos, seminários e outros tipos de publicação sobre esta área específica da Biblioteconomia.

Dentro destes eventos, destaca-se o Encontro Nacional de Informação e Documentação Jurídica (ENIDJ), que é o maior seminário científico sobre o assunto. De acordo com Cynthia Orengo, a ENIDI "representa um acontecimento de significância para os bibliotecários, analistas de sistemas, advogados e para todos os interessados no desenvolvimento da informação jurídica, reunindo em seus anais uma grande variedade de comunicações que vão desde a organização e controle do acervo, automação dos serviços na área jurídica, linguagem e recuperação da informação, automação e desenvolvimento de bases de dados bibliográficos, indexação automatizada de documentos até o uso das novas tecnologias aplicadas à área jurídica”.

Carreira e profissionais

Com a grande concorrência entre profissionais do ramo, é necessário que o bibliotecário tenha especialização em alguma área para se diferenciar da concorrência. Não basta apenas ter um conhecimento básico sobre autores, obras e assuntos. O bibliotecário jurídico da atualidade busca novas ferramentas, informações e maneiras para facilitar a busca de manuseio das obras. Seus caminhos profissionais ampliados pois ganha experiência e conhecimento ao manejar frequentemente as obras jurídicas, colaborar e trocar informações com profissionais da área.

Além da vivência e convívio com especialistas e títulos, é necessária a compreensão do sistema jurídico nacional. A partir deste conhecimento, o bibliotecário jurídico passa a definir suas estratégias de busca da informação, melhorando a precisão dos resultados obtidos e aumentando ainda mais seu status de credibilidade com os usuários.

“Para enquadrar-se nesse novo perfil, o bibliotecário jurídico deverá arrojar sua atuação profissional buscando incrementos, primeiramente, no estudo do Direito. De posse da compreensão dos conceitos jurídicos e de suas inter-relações ele poderá desenvolver com maior habilidade os serviços de sua competência, e trafegar entre os especialistas da área interagindo em prol da criação de novos conhecimentos”, afirma Regina Loureiro, autora do artigo “A especialidade do bibliotecário jurídico: bases para uma interação com o usuário operador do direito”.

Fontes:
http://www.crb10.org.br/institucional.php
http://www.gidjrj.com.br/PDF/Art-EspecialidadeBibli.pdf
http://pt.wikipedia.org/wiki/Biblioteconomia_jur%C3%ADdica

Arquivado em: Direito