Herpangina

Herpangina é o nome de uma infecção dolorosa que acomete a cavidade oral, causada pelo vírus Coxsackie.

Tipicamente, esta moléstia é ocasionada por uma linhagem particular de coxsackievirus A, mas também pode ser decorrente de uma infecção pelo coxsackievirus B ou echovirus. Comumente, afeta crianças, especialmente durante o verão; todavia, também pode afetar adultos e adolescentes.

A transmissão, na maioria das vezes, ocorre pela via fecal-oral ou por gotículas respiratórias expelidas durante espirros e tosse de pessoas infectadas.

Algumas vezes esta patologia pode ser assintomática, mas normalmente manifesta-se subitamente com febre, disfagia, anorexia, vômito, diarréia, sialorréia e dor de garganta. No período de estado febril, que dura de 1 a 4 dias, surgem na faringe e cavidade oral (amígdalas, úvula e palato mole), diminutas vesículas de coloração branco-acinzentadas, com 3 a 5 milímetros de diâmetro, rodeada por um alo avermelhado. Quando o quadro é grave podem surgir lesões também nas solas das mãos e dos pés.

Após 2 a 3 dias, as vesículas ulceram. As manifestações clínicas costumam desaparecer dentro de alguns dias, havendo regressão espontânea das lesões.

O diagnóstico da herpangina é clínico, levando-se em consideração a localização e a distribuição na cavidade oral e faringe. Quando há necessidade, pode ser feito o isolamento do vírus por meio de exames laboratoriais ou verificação da existência de anticorpos contra o vírus em questão na corrente sanguínea do paciente.

Normalmente, o tratamento é somente de suporte, uma vez que se trata de uma doença auto-limitante e geralmente termina seu curso dentro de uma semana. Indica-se o uso de um fármaco antitérmico para baixar a febre, bem como outros fármacos, como ibuprofeno e paracetamol, além de agentes anestésicos tópicos para aliviar a dor local. Antibióticos são recomendados apenas em casos de infecções bacterianas secundárias. Também é recomendado evitar consumir alimentos condimentados, ácidos e quentes, bem como aumentar a ingestão de líquidos durante o período de tratamento.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Herpangina
http://www.tuasaude.com/herpangina/
http://www.remediocerto.com.br/Artigos.aspx?artID=51
http://www.odontodicas.com/artigos/herpangina.htm

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Doenças