Ictiose

A ictiose é um distúrbio cutâneo (raro), transmitido de pais para filhos e que tem como consequência a pele seca e escamosa. Este doença pode começar na primeira infância, antes da criança completar 4 anos. A ictiose está caracterizada pelo acúmulo de grandes quantidades de escamas ou células mortas na camada superior da pele.

Na maioria dos casos, um dos pais é afetado e cada filho tem 50% de chances de desenvolver a doença. Este transtorno é mais comumente desenvolvido no inverno e pode acontecer juntamente com a dermatite atópica, queratose pilar (pequenas papilas na região posterior dos braços) ou outros problemas cutâneos.

Os sintomas da ictiose alteram muito a pele deixando-a ressecada, escamosa, grossa e sujeita a grandes coceiras. A pele escamosa e seca é mais severa nas pernas, mas também pode comprometer os braços, a parte média do corpo e as mãos. As pessoas que padecem de tal enfermidade também podem ter muitas linhas brancas nas palmas das mãos.

O diagnóstico é feito pelo médico, através da observação da pele. Outros exames podem ser necessários para descartar outras possíveis causas que deixem a pele seca e escamosa. Também é importante detectar se há casos de ictiose na família.

O tratamento é feito com a aplicação de cremes, loções e unguentos para manter a pele bem úmida depois do banho. Também é recomendado que o paciente utilize sabonetes suaves que não ressequem a pele. O médico pode recomendar a utilização de cremes umectantes que contenham produtos químicos úteis no processo de esfoliação, assim como o ácido lático, o ácido salicílico e a ureia.

Embora muito incômoda, a ictiose raramente afeta a saúde de maneira geral. Este distúrbio geralmente desaparece na idade adulta, mas pode reaparecer anos depois. É preciso o paciente tomar muito cuidado com o ato de se coçar, visto que, se forem causadas fissuras na pele, uma infecção bacteriana pode ocorrer.

Deve-se procurar ajuda médica novamente se os sintomas perdurarem apesar do tratamento (ou se piorarem), se ocorrer a disseminação das lesões cutâneas ou novos sintomas forem surgindo.

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Doenças