Impetigo

Por Thais Pacievitch
Impetigo é uma infecção cutânea contagiosa, bacteriana, que atinge a camada superficial da pele. É mais comum no verão, quando atinge principalmente as crianças. As regiões mais afetadas são: rosto, braços, pernas e axilas. São dois tipos de bactérias que podem causam o impetigo: estreptococos do grupo A e estafilococos.

O impetigo causado pela bactéria estreptococo do grupo A é conhecido como impetigo comum. Manifesta-se por meio de pequenas bolhas, parecidas com espinhas. Quando as lesões se rompem, no local afetado gradualmente forma-se uma crosta.

O impetigo causado pela bactéria estafilococos é conhecido como impetigo bolhoso. Manifesta-se por meio de bolhas maiores, repletas de um liquido transparente que com o tempo torna-se turvo.

O contágio pode ocorrer por meio de pequenas lesões na pele, como picadas de insetos, arranhões e cortes. Ao coçar a região afetada e tocar outras áreas do corpo, a própria pessoa pode espalhar a infecção. Qualquer pessoa que tenha contato com objetos, como roupas de cama, toalhas e roupas da pessoa com impetigo está sujeita a contrair a infecção.

A melhor maneira de prevenir o contágio são os hábitos de higiene, como lavar as mãos regularmente e manter as unhas bem cortadas. Em caso de lesões (picadas de insetos, arranhões ou cortes), deve-se manter a região limpa e coberta.

Quando há suspeita de infecção por impetigo, deve-se procurar um pediatra. O tratamento varia de acordo com a extensão das lesões, com pomada antibiótica quando a região afetada não é muito extensa, ou com antibióticos orais em casos nos quais áreas mais extensas foram atingidas. Manter a região afetada coberta mesmo depois do inicio do tratamento é uma medida importante para evitar novos contágios. Febre e coloração arroxeada ao redor das lesões são sinais de complicações pouco frequentes, mas que requerem o retorno ao pediatra com urgência.

Para evitar o contágio dos familiares, é importante que todos utilizem sabonete antibacteriano e utilizem toalhas descartáveis na higiene das mãos. Todas as roupas, toalhas, roupas de cama da pessoa infectada devem ser fervidas até que o tratamento tenha terminado, e o impetigo tenha sido curado.

ARAGUAIA, Mariana. Impetigo. Disponível em: http://www.brasilescola.com/doencas/impetigo.htm Acesso em 15 mai. 2010.

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.