Pediculose do Púbis

Por Débora Carvalho Meldau
A pediculose do púbis, também chamada de ftiríase, é a infestação da região pubiana, causada por um inseto pertencente ao grupo dos piolhos, o Phthirus púbis, conhecido como piolho-caranguejo ou chato. Esse inseto se aloja na região de implantação dos pêlos pubianos, na região do baixo ventre, coxa, nádegas e pêlos nasais. Em certas ocasiões, esse inseto pode ser encontrado, também, nas axilas, pálpebras e supercílios (auto-inoculação).

Os machos desses insetos medem aproximadamente 1 mm e as fêmeas, que são maiores, 1,5 mm, enquanto que suas lêndeas (ovos), medem cerca de 2 mm.

Essa infecção atinge ambos os sexos e é considerada por muitos, a mais contagiosa das infecções sexualmente transmissíveis. É transmitida também através de vestimentas, toalhas, vasos sanitários, etc.

Geralmente, a única manifestação clínica causada por esses insetos é o intenso prurido (coceira), gerado pela saliva do inseto, que é  liberada quando este suga o sangue do hospedeiro. A picada do P. púbis também pode causar pequenas lesões.

O diagnóstico é clínico. Com o uso de uma lupa, pode-se confirmar a presença desse ácaro ou de suas lêndias.

O tratamento é feito com a aplicação de loções a base de benzoato de benzila, no local infestado pelo ácaro. Esse medicamento deve ser utilizado durante 3 noites seguidas e repetido após 8 a 10 dias de realizada a primeira aplicação. Existem medicamentos de dose única que podem ser utilizados, mas nesses casos, os ovos ficam aderidos aos fios, necessitando que sejam retirados manualmente, tornando o tratamento mais difícil. Assim como em outras doenças sexualmente transmissíveis, o tratamento deve ser realizado pelo parceiro também.

A higiene corporal é importante na prevenção desse ácaro. Todavia, a forma mais eficaz de prevenção é a abstinência sexual.

Fontes:
http://www.ento.okstate.edu/ddd/insects/pubiclice.htm
http://www.dst.com.br/pag07.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Piolho_do_p%C3%BAbis
http://infeccoessexualmentetransmissiveis.blogspot.com/2008/04/pediculose-do-pbis.html

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.