Proctite

A proctite (ou rectite) é definida como uma inflamação do ânus e da mucosa retal.

Na forma ulcerativa da proctite, que é muito comum, as úlceras surgem no revestimento inflamado do reto. Esta afecção pode afetar até 10 cm do segmento inferior do reto.

A etiologia dessa afecção é variada. Pode resultar da doença de Crohn ou de uma colite ulcerativa. Também pode ser causada por uma doença sexualmente transmissível, como a gonorréia, a sífilis, a infecção por Clamydia trachomatis, o herpes simples ou a infecção por citomegalovírus, especialmente em indivíduos do sexo masculino que são homossexuais. Pessoas com o sistema imune suprimido apresentam maior risco de contrair proctite, principalmente de etiologia infecciosa. A Salmonella sp. também  pode causar esta afecção, bem como a destruição da flora intestinal causada pelo uso indiscriminado de antibióticos, possibilitando o crescimento de bactérias patogênicas. A radioterapia sobre a região do reto ou a circundante a ele, também pode levar à proctite.

As principais manifestações clínicas dessa afecção são as hemorragias indolores ou a eliminação de muco pelo reto. Quando a causa da proctite for gonorréia, herpes simples ou citomegalovírus, o ânus e o reto podem ficar altamente doloridos.

O diagnóstico é feito por meio da introdução de retoscópio que permite visualizar o interior do órgão, bem como colher amostras do tecido de revestimento para exame, no qual pode ser detectada a presença de um microorganismo, e também, identificá-lo. Outras regiões do intestino podem ser examinadas por meio da colonoscopia ou de radiografias com contraste de bário.

O tratamento é feito com o uso de antibióticos, uma vez que a infecção normalmente é causada por uma bactéria. Todavia, quando for causada pelo uso de um antibiótico que extermina a microflora, o metronidazol ou a vancomicina são capazes de destruir as bactérias patogênicas responsáveis pelo extermínio da flora bacteriana normal. Quando for causada por procedimento radioterápico ou quando não se sabe a causa, o alívio pode ser alcançado com o uso de um corticosteróide e de mesalamina (antiinflamatório).

Fontes:
http://www.manualmerck.net/?id=129&cn=1093
http://adam.sertaoggi.com.br/encyclopedia/ency/article/001139.htm
http://adam.sertaoggi.com.br/encyclopedia/ency/article/001139trt.htm
http://www.medicinapratica.com.br/2010/11/04/saude-medicina-pratica/proctite-como-e-feito-o-tratamento/
http://www.medicinapratica.com.br/2010/11/04/saude-medicina-pratica/proctite-qual-sao-as-causas/
http://www.medicinapratica.com.br/2010/11/04/saude-medicina-pratica/proctite-o-que-e/

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.