Pseudogota

A pseudogota, também chamada condrocalcinose, é uma afecção reumatológica causada pela deposição de pirofosfato de cálcio dihidratado, que se caracteriza por ataques intermitentes resultantes da aglomeração desses cristais.

Sua etiologia não é conhecida. Pode aparecer em indivíduos portadores de outras doenças, como nos que apresentam valores extremamente elevados de cálcio sanguíneo, devido ao aumento da síntese hormonal da paratireóide (hipertiteroidismo), ou uma taxa exacerbada de ferro no sangue (hemocromatose), bem como níveis extremamente baixos de magnésio (hipomagnesemia).

As manifestações clínicas apresentam uma ampla variação. Alguns pacientes apresentam artrite com dor, geralmente nos joelhos, nos pulsos em articulações maiores. Outros indivíduos sofrem de dor e rigidez crônicas e persistentes nas articulações dos membros superiores e inferiores, que pode ser confundida com a artrite reumatóide. As crises agudas habitualmente são menos severas do que as da gota. Em muitos pacientes não há a presença de dor entre as crises, enquanto outros não apresentam dor em momento algum, embora haja um grande acúmulo de cristais nas articulações.

Comumente, a pseudogota é confundida com outras afecções articulares, em especial, a gota. Chega-se ao diagnóstico por meio da aspiração (com agulha) de líquido da articulação inflamada. Neste, por sua vez, observa-se cristais formados de pirofosfato de cálcio ao invés de uratos. Exames radiográficos também podem fortalecer o diagnóstico, uma vez que os cristais em questão não deixam o raio-x ultrapassá-los, sendo visualizados como depósitos brancos na radiografia.

O tratamento visa interromper as crises agudas e prevenir que novas crises ocorram; todavia, não pode reverter o quadro de deposição de cristais. Caso haja alguma afecção secundária (hiperparatireoidismo, hemocromatose, hipomagnesemia, por exemplo), estes devem ser diretamente tratados.

Quando há o acometimento de apenas uma articulação, utiliza-se com frequência a injeção intra-articular de corticosteróides, além de colchicina (via endovenosa) e antiinflamatórios não esteróides (AINES), como o ibuprofeno. Quando diversas articulações são afetadas, esse tipo de injeção não é prático, limitando-se apenas para casos mais graves, sendo o tratamento sistêmico oral o de eleição.

Fontes:
http://www.manualmerck.net/?id=78&cn=2123
http://www.medicinapratica.com.br/tag/pseudo-gota/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Condrocalcinose
http://www.medicinageriatrica.com.br/tag/pseudogota/

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Doenças