Síndrome de Ganser

Por Débora Carvalho Meldau
A síndrome de Ganser é um transtorno dissociativo que surge voluntariamente, com o indivíduo agindo como se possuísse alguma doença mental, quando, na realidade, não apresenta nenhuma desordem desse tipo.

Esta rara síndrome foi descrita pela primeira vez por um psiquiatra alemão, chamado Josef Maria Ganser Sigbert, que realizou um estudo com presidiários. Ocorre mais comumente em homens do que em mulheres, mais frequentemente no final da adolescência e início da vida adulta.

A causa desta síndrome ainda não foi completamente elucidada. Estudiosos acreditam que indivíduos que agem de tal maneira objetivam escapar de alguma situação mental ou fisicamente constrangedora.

Durante o exame, o paciente age estranhamente, respondendo com incoerência às perguntas feitas pelo médico, realizando movimentos intimidantes e discurso sem propósito, visando convencer aos espectadores de que ele, o paciente, realmente apresenta algum distúrbio mental. Todavia, em certos momentos pode comportar-se normalmente. Além disso, pode também não se lembrar de ter agido da forma sintomática anteriormente mencionada.

O diagnóstico desta síndrome não é fácil de ser alcançado. Não somente devido ao fato de ser rara, mas também pela falta de honestidade do paciente. O médico deve descartar eventuais problemas físicos, como acidente vascular cerebral ou traumatismo craniano, por meio de exames laboratoriais e imagiológicos. Caso nenhuma razão física para os sintomas seja encontrada, o médico deve encaminhar este paciente para algum psiquiatra ou psicólogo capacitado para diagnosticar e tratar doenças mentais.

Durante a fase aguda da síndrome, pode ser necessário internar o paciente. Em muitos casos, essa medida torna-se necessária para proteger o paciente de si mesmo. É importante que este paciente faça um acompanhamento psicológico. A recuperação costuma ser rápida.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%ADndrome_de_Ganser
http://www.lifestyles.com.br/index.htm/2011/06/sindrome-de-ganser/
http://emedicine.medscape.com/article/287390-treatment

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.