Varicocele

Varicocele é quando as veias que percorrem o cordão espermático (estrutura responsável por suspender os testículos) encontram-se dilatadas. Também  é definida como a formação de varizes nas veias da região escrotal. Há prejuízo do fluxo sanguíneo local, consequentemente, da troca de nutrientes, resultando no acúmulo de substâncias tóxicas e aumento de temperatura local. Esses fatores podem provocar alterações na quantidade do sêmen e na qualidade dos espermatozóides.

O termo varicocele refere-se, especificamente, à dilatação e tortuosidade do plexo pampiriforme (rede de veias que drena o testículo). Esse plexo percorre a porção posterior do testículo, juntamente com o epidídimo e o ducto deferente. O diâmetro normal das veias desse plexo encontra-se entre 0,5-1,5 mm, mas na varicocele a dilatação desses vasos faz com que atinjam mais de 2 mm.

As principais causas são: anatômicas (veia espermática desembocando na veia renal esquerda) e incompetência de válvulas venosas. Essa afecção está presente em aproximadamente 15% da população geral (adultos e adolescentes) e em 35% dos homens inférteis.

Os indivíduos com varicocele apresentam veias dilatadas (varizes na região escrotal ou até mesmo desconforto ou dor na região afetada. Durante esforço físico, os vasos aumentam de calibre. Por uma razão anatômica, o lado comumente atingido é o esquerdo. Quando ocorre o aparecimento repentino de varicocele, especialmente em idosos, a etiologia pode ser um tumor renal que causa a compressão da veia renal.

O diagnóstico é feito durante o exame clínico do paciente, quando são observadas veias calibrosas, que geralmente não são dolorosas e que aumentam de diâmetro quando o paciente é submetido a alguma manobra de esforço. Quando há dúvidas, podem ser feitos exames como ecografia testicular, cintilografia dos testículos e termografia.

O tratamento da varicocele é cirúrgico, por meio de uma ligadura da veia espermática. Em pacientes inférteis, caso a varicocele seja a única causa da infertilidade, o quadro é revertido. Em alguns casos assintomáticos, pode ser feito um tratamento conservador com o uso de um suspensório escrotal durante a prática de exercícios.

Fontes:
http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?447
http://pt.wikipedia.org/wiki/Varicocele
http://www.drauziovarella.com.br/Sintomas/330/varicocele
http://www.riversideonline.com/health_reference/Mens-Health/DS00618.cfm

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Doenças