Oxi

Por Emerson Santiago
É conhecido pelo nome de "óxido" ou "oxi" o entorpecente obtido da mistura da pasta base de cocaína com querosene, gasolina, cal virgem ou solvente usado em construções.

A droga é geralmente consumida numa mistura com o cigarro comum ou com o cigarro de maconha, ou ainda fumada em cachimbos de fabricação caseira, como o crack. O nome oxi, uma abreviação de "óxido" ou "oxidado", vem do fato da droga liberar uma fumaça escura ao ser usada, deixando um resíduo marrom, de cor semelhante ao da ferrugem (oxidação) nos metais.

O oxi age no sistema nervoso, proporcionando sensações variadas que dependem das características do usuário, podendo proporcionar desde prazer e alívio até angústia e paranoia. Seu uso prolongado aumenta as chances de doenças como cirrose e o acúmulo de gordura no fígado.

Tanto o oxi quanto o crack possuem o mesmo princípio ativo, que é a pasta de cocaína. A fabricação da chamada "pasta base" (da qual também são feitos a cocaína em pó, o crack e a merla) se dá a partir da utilização de uma substância alcalina e um solvente, em geral amoníaco ou acetona, para que se possa extrair a maior quantidade possível do princípio ativo da planta, que é a responsável pelo efeito principal da droga no sistema nervoso. Para se transformar em oxi, a pasta recebe uma nova quantidade de solvente e alcalino, só que desta vez, os produtos utilizados são o querosene e a cal, bem mais tóxicos do que os solventes utilizados para fazer o crack e a cocaína em pó, mas também mais acessíveis e baratos.

Ambos possuem também uma maior capacidade de viciar os usuários em comparação à cocaína em pó, pois chegam mais rapidamente ao cérebro, o que significa que proporcionam a sensação de euforia e êxtase, o chamado "barato" em menor tempo (estima-se que a droga começa a fazer efeito depois de apenas sete a nove segundos depois de consumido). Tal característica é considerada uma qualidade para o dependente, mas, do mesmo modo que os efeitos são rápidos, eles logo cessam, gerando a necessidade de novo consumo da substância.

O comércio de uma droga desse tipo é bastante vantajosa ao fornecedor, que logo transforma mais usuários em dependentes, utilizando um produto mais barato (portanto mais acessível), já que o oxi costuma ser vendido por um preço duas a cinco vezes menor que o crack.

Em suma, o oxi possui características explosivas e também é mais letal. Estima-se que os usuários de crack vivam pelo menos 5 a 6 anos, mas 30% dos usuários de oxi poderão estar mortos depois de um ano.

Bibliografia:
COSTA, Camila. Entenda o que é o oxi e como a droga se espalhou pelo Brasil. Disponível em: < http://www.diariodasaude.com.br/news.php?article=drogas-o-que-e-oxi >. Acesso em: 05/04/13.