Sociedade das formigas

Mestre em Ecologia e Manejo de Recursos Naturais (UFAC, 2015)
Graduada em Ciências Biológicas (UFAC, 2011)

As formigas são capazes de organizar sociedades complexas, nas quais todos os indivíduos trabalham em harmonia. Na sociedade das formigas ocorrem três castas: rainhas, machos e operárias.

Formigueiro. Foto: tozzimr / Shutterstock.com

Formigueiro. Foto: tozzimr / Shutterstock.com

As rainhas ou iças são fêmeas férteis e aladas (possuem asas). Em um formigueiro pode haver mais de uma rainha. A rainha é maior que os indivíduos das outras castas. Os machos também são alados e são responsáveis unicamente por fecundar a rainha. As operárias são fêmeas estéreis, sem asas e realizam várias funções no formigueiro. São as mais numerosas.

No período de reprodução, geralmente no início do verão, as rainhas e os machos virgens saem do formigueiro para o voo nupcial e se encontram no ar. Após a cópula os machos não são mais aceitos pelos formigueiros de origem e não são capazes de se sustentarem sozinhos, por isso morrem logo em seguida. Apesar de milhares indivíduos de diferentes formigueiros saírem para o voo nupcial, a maioria morre, pois são devorados por outros animais ou não suportam condições climáticas adversas.

A fêmea é fecundada geralmente por diversos machos, inclusive de outros formigueiros. Ela recebe uma quantidade de sêmen suficiente para fecundar os ovos em sua vida inteira e estoca esse sêmen em sua espermateca. A rainha fecundada voa até encontrar um local adequado, quando encontra ela pousa no solo e quebra suas asas. Então ela começa a cavar uma pequena câmara e se fecha nela para sempre. Ela põe seus ovos nessa câmara.

Geralmente 60 dias após a postura dos primeiros ovos, nascem as formigas operárias. A rainha alimenta as primeiras operárias usando suas próprias reservas de gordura. Essas operárias são bem pequenas, mas são capazes de abrir a câmara e iniciar o processo de busca por alimento para alimentar os próximos indivíduos que nascem. As próximas operárias terão tamanhos mais próximos do normal. Daí por diante a única função da rainha será a postura de ovos.

Entre as funções das operárias estão: escavação e limpeza do formigueiro, procura por alimento, alimentação das larvas, rainhas e de outras operárias, defesa do formigueiro, etc. Em algumas espécies de formigas observa-se a presença de indivíduos com a cabeça desproporcionalmente maior dentro da casta das operárias. Essas operárias são denominadas soldados e defendem a sociedade contra inimigos. Geralmente as operárias vivem alguns meses.

Quando a sociedade está bem estabelecida e conta com um número suficiente de operárias, a rainha começa a por ovos dos quais nascerão os machos e rainhas. As larvas que forem bem alimentadas darão origem a novas rainhas. Os machos nascem de ovos não fecundados.

Referências
Gordon, Deborah. Ants at Work. How na Insect Society is Organized. Nova York: Free Press, 1999. [Ed. Bras.: Formigas em ação (Como se organiza uma sociedade de insetos), Rio de Janeiro, Jorge Zahar, 2002.]

Arquivado em: Ecologia