Banco Central do Brasil

O Banco Central do Brasil é um órgão público, criado no ano de 1964, exatamente em 31 de Dezembro, por meio da Lei de número 4.595. É designado pela população como BC, BCB ou BACEN. Possui autarquia federal e faz parte do Sistema Financeiro Nacional (Ministério da Fazenda do Brasil). É a principal entidade monetária do Conselho Monetário Nacional, o CMN, título recebido do Tesouro Nacional, Banco do Brasil e Superintendência da Moeda e do Crédito (SUMOC).

Antes de sua institucionalização, as funções hoje cumpridas pelo Banco Central eram de competência da Superintendência da Moeda e do Crédito (criada em 1945), cuja finalidade era basicamente controlar a entrada e saída de dinheiro e organizar as transações para a criação de um órgão que centralizasse tudo, o Banco Central. Tinha como principais responsabilidades, a fixação de percentuais e reservas de crédito a bancos comerciais e taxas de liquidez, sem contar os juros sobre transações bancárias. Supervisionava e monitorava as atividades dos bancos e orientava a chamada política cambial. O Banco do Brasil também funcionava como um órgão do governo, cujas operações eram o controle das transações no exterior, recebimento de depósito de bancos comerciais e operações de câmbio do Tesouro Nacional. A emissão do papel-moeda (Real) era de responsabilidade do Tesouro Nacional.

Com a sua criação, o Banco Central absorveu todas as funções outrora dos órgãos citados e se tornou o Banco dos Bancos. No ano de 1985, o Banco Central recebeu a responsabilidade de reordenar o sistema financeiro do governo, separando as suas contas e funções do Banco do Brasil e Tesouro Nacional. No ano seguinte, o orçamento da instituição passou a ser transparente o que lhe rendeu mais credibilidade. Em 1988 foram estabelecidas novas regras pela Constituição Federal, as quais podemos destacar a criação de dispositivos importantes como a emissão de moeda.

O Banco Central do Brasil é um dos principais órgãos do país, cujo papel é de extrema importância política e econômica. Suas competências são além da emissão de moeda, executar serviços do meio circulante, recolher títulos dos bancos comerciais, regular a execução dos serviços de compensação de cheques, normatizar e fiscalizar as instituições financeiras do país e controlar o fluxo de capitais estrangeiros (entrada e saída de moedas). Sua sede é em Brasília e seu quadro de funcionários de de 4 mil pessoas, seu atual presidente é o economista Alexandre Antônio Tombini. O Banco Central do Brasil é denominado uma Autarquia, cujo significado está baseado no conceito de "comandar a si mesmo".

Fonte:
http://www.bcb.gov.br/pt-br/paginas/default.aspx
http://pt.wikipedia.org/wiki/Banco_Central_do_Brasil

Arquivado em: Economia