Escotismo

O escotismo (do inglês scouting, que significa busca, exploração) é um movimento educativo para jovens que está presente em mais de 160 países, e possui aproximadamente 28 milhões de membros em todo o mundo, agrupados em diferentes organizações. As diretrizes do escotismo foram dadas pelo livro Escotismo para garotos (1908), do fundador do movimento, Robert Stephenson Smyth Baden-Powell.

Esta atividade nasceu como uma tentativa de combater a delinquência juvenil na Inglaterra, no início do século XX. O escotismo procura o desenvolvimento físico, espiritual e mental dos jovens para que, desta maneira, possam tornar-se bons cidadãos. O escotismo enfatiza as atividades lúdicas com objetivos educativos, atividades ao ar livre e serviço comunitário, estas últimas com o objetivo de formar o caráter e ensinar, de forma prática, os valores humanos (contrário à formação acadêmica teórica, por isso o exemplo do dirigente).

Cada país tem uma ou várias organizações que, respeitando as regras gerais do escotismo vigentes internacionalmente, desenvolvem suas próprias bases e diretrizes. Desta maneira, existem em diversos países organizações de escotismo católicas, protestantes, budistas, ortodoxas, anglicanas, muçulmanas, judias, etc.

A metodologia do escotismo está baseada no sistema de auto-educação progressiva, complementar ao da família e da escola, e se desenvolve a partir da interação de vários elementos, dentre os quais podemos destacar: a educação em valores expressados em uma promessa e uma lei aos quais se adere voluntariamente; programas progressivos, atraentes e estimulantes baseados nos interesses dos participantes, compostos por um marco simbólico sugestivo e um sistema progressivo de objetivos e atividades educativas variadas, incluindo jogos, habilidades úteis e serviços à comunidade. Estes ocorrem, na maior parte dos casos, ao ar livre, em contato com a natureza; a educação ativa através do aprender fazendo, do aprendizado através de jogos e por meio de tarefas; pertencer a pequenos grupos (por exemplo, uma patrulha) que, com o acompanhamento e a assistência responsável de adultos, incluem o descobrimento e a aceitação progressivos de responsabilidades, o autogerenciamento pendente para o desenvolvimento do caráter, a aquisição de habilidades e competências, a independência e confiança em si mesmo, o sentido das tarefas e a aptidão para cooperar e conduzir.

O escotismo é uma filosofia de vida que ensina o respeito pela natureza, a tolerância, a igualdade, o companheirismo, a atividade física e a capacidade de superar adversidades.

Arquivado em: Educação