Seminário

É um acontecimento no qual dois ou mais oradores expõem diferentes faces de um mesmo tema. A intenção é disseminar o conhecimento, plantar pequenos germes do saber, como, aliás, está implícito no significado da palavra ‘seminário’, ‘semente’ na língua latina.

Neste evento ocorre uma sucessão de ações convergentes com um propósito definido, qual seja o de aprimorar potenciais latentes, lapidar o conhecimento e o aprendizado através de labores produtivos. A intenção é aliar dados e vivências.

Esta espécie de congresso reduzido está inserida na classe das reuniões que têm como foco principal a apresentação de trabalhos alicerçados na divulgação de saberes peculiares. Eles podem ser técnicos ou científicos, geralmente versados em um tema referente a certo campo do conhecimento.

Os seminários têm como meta disseminar novas informações, modernizar os dados pesquisados, promover contendas em torno de novas ideias e propagar ou expor dados atualizados e recursos centralizados em um assunto central, o qual é dividido em subtemas.

A apresentação é realizada por um ou mais indivíduos e um organizador. O tema deve sempre estar ao alcance da compreensão de todos os presentes no evento, distribuídos em vários grupos. Por sua vez estes encontros são estruturados em três etapas: Exposição, Discussão e Conclusão.

Quanto ao alcance do acontecimento, ele pode se estender por uma ou diversas semanas, em uma carga horária de mais ou menos 4 a 8 horas por dia. O texto escrito demanda ações exclusivas para sua elaboração; da mesma forma os artigos compostos para serem verbalizados exigem certas regras para sua produção.

Por esta razão é essencial prestar atenção em cada detalhe da criação de um seminário. O primeiro passo é o expositor conhecer bem o tema que será enfocado; para isso ele deve realizar uma vasta investigação do assunto em fontes as mais variadas, tais como a mídia, livros, o mundo virtual, vídeos, entre outras.

É necessário igualmente produzir um esboço com dados resumidos que orientarão a exposição do orador. Testes anteriores podem contribuir para que ele não caia em erros comuns que podem afetar o caráter do texto exposto. A comunicação é certamente aprimorada se for acompanhada da utilização de técnicas audiovisuais.

Tudo deve ser pensado em torno do tipo de platéia que estará presente no seminário. E na hora da apresentação é fundamental que o orador recorra a um modo de falar mais solene, para que a comunicação tenha uma fluência melhor. Ficar o tempo todo voltado para o público e cuidar de cada gesto e expressão do rosto, bem como da modulação da voz, são outras dicas importantes.

Fontes:
https://portal.tjpr.jus.br/c/document_library/get_file?folderId=131716&name=DLFE-5932.pdf

Arquivado em: Educação