Motores de corrente alternada

Por Thyago Ribeiro
São dois os tipos mais empregados:
- Motores síncronos;
- Motores assíncronos ou de indução.

Rotação dos motores
O número de rotações dos motores de corrente alternada e a formação do campo girante dependem:

- Da freqüência f do sistema que fornece energia elétrica. No Brasil, a legislação pertinente estabeleceu a freqüência 60hertz.

- Do numero de pólos do motor. A rotação síncrona de um motor em RPM é o numero de rotações com que, para dados valores do número de pólos e da freqüência, ele é suscetível de girar chamado de p o número de pólos do motor, teremos:

n = 120f / p

Assim, teremos, quando f for igual a 60 hertz.

Tabela 1: rotação síncrona em função do numero de pólos, para a freqüência de 60hz

P
Numero de polos
n
rotação síncrona
2 3.600
4 1.800
6 1.200
8 900
10 720
12 600
14 514
16 450
18 400
20 360
24 300

Nos motores síncronos, a rotação é igual á rotação síncrona, daí seu nome. Dentro dos limites aceitáveis de trabalho do motor, a velocidade praticamente não varia com a carga.

São usados em compressores de grande potência, turbobombas; grupos motor-gerador, ventilador de grande capacidade.

Nos motores assíncronos ou de indução,ocorre um deslizamento ou defasagem em relação à rotação síncrona, pois eles funcionam a uma velocidade menos que a síncrona, de modo que as rotações dos motores referidos na tabela 1 passam a ser, respectivamente, 3500rpm, 1750rpm, 1150rpm , 700rpm etc. o deslizamento ou escorregamento designado pela letra S é expresso por:

S = \frac{\text{n_{sincrona} - n_{do motor}}}{\text{n_{sincrona}}}