Tênis

Pós-graduação lato sensu em Jornalismo (Faculdade Cásper Líbero, 2014)
Graduação em Educação Física (Complexo Educacional FMU, 2007)

Os relatos do princípio do Tênis são de diferentes períodos. Durante o século V, os primeiros praticantes encontravam-se no Egito e em alguns países da Europa. Seus adeptos utilizavam apenas uma bola e as mãos. Mais tarde, no século XII, o esporte ficou mais parecido com o jogado atualmente, apesar de ainda não utilizar a raquete, a palma das mãos cumpria esse papel. Jeu de paume, jogo da palma, era o nome da brincadeira que os monges franceses treinavam na época. Disputas essas realizadas em ambientes fechados.

O jogo consistia em arremessar a bola contra a parede, o que no decorrer do tempo modificou-se para um espaço retangular, com dimensões maiores, marcações no chão e um objeto para rebater a bola. Os nobres aprovaram a novidade e logo diversas quadras eram construídas na França, chegando inclusive na Inglaterra, durante os impérios dos reis Henrique VII e Henrique VIII.

Depois da guerra de napoleão, a maioria das quadras foram destruídas e por consequência minguando sua prática. O renascimento aconteceu por volta do século XIX e desta vez o tênis veio para ficar. Os ingleses gostaram tanto da modalidade que o clube All England Croquet, espaço onde outro esporte era muito disputado, o croquet, alterou o nome para All England Lawn Tennis and Croquet. O local sedia até os dias atuais o Torneio Wimbledon, mundial anual de tênis.

Já na reabertura dos Jogos Olímpicos em 1896 na cidade de Atenas, o Tênis estreou na competição. A modalidade manteve-se firme até que em Amsterdã 1928, ficou fora do grande evento. Sua volta aconteceu em Seul no ano de 1988, foram no total 15 edições afastada das Olimpíadas.

O Brasil descobriu a modalidade no término do século XIX, através dos ingleses e franceses. Começou com os paulistas e cariocas para em seguida se espalhar por todo o país. Hoje são dois milhões de jogadores destes 33.675 estão registrados pela Confederação Brasileira de Tênis.

A palavra tênis vem do francês tenez que significa jogar ou pegar. Hoje o esporte consiste em lançar e rebater a bola. Ganha-se o ponto quando a bola atinge o lado do oponente da quadra, passando por cima da rede e o adversário não a golpeia de volta.

Existem competições simples, com um jogador contra o outro e em duplas. Neste caso são dois atletas em uma equipe podendo inclusive ser misto, um homem e uma mulher.

A quadra pode ser de terra batida, piso sintético ou grama. Dividida no meio por uma rede com 1,07 metros de altura nas extremidades e 0,914 metros no centro. Além da opção de serem em ambientes abertos ou cobertos, a quadra possui dimensões que variam conforme o tipo de disputa.

  • Simples: 23,77 metros de extensão por 8,23 largura.
  • Duplas: O comprimento é o mesmo, mas a largura é de 10,97 metros.

As disputas iniciam-se com o saque realizados do fundo da quadra e tem duração de 3 ou 5 sets, conforme a competição. Sendo que em cada um vence o atleta que ganhar 6 games, com pelo menos 2 games de diferença.

Os pontos no game são somados da seguinte forma:

  • Primeiro ponto: 15
    Segundo ponto: 30
    Terceiro ponto: 40
    Quarto ponto: Game

Chama-se “iguais” quando há um empate dos pontos.

No caso de empate do set, o jogo vai para o tie-break. O competidor deve atingir 7 games primeiro para sair com a vitória, porém a partida só encerra quando o tenista conseguir obter 2 games de diferença, mesmo que já tenho atingido os 7 games.

Referências Bibliográficas:
http://www.brasil2016.gov.br/pt-br/olimpiadas/modalidades/tenis
https://www.cob.org.br/pt/Esportes/tenis
https://www.rio2016.com/tenis

Arquivado em: Esportes