Gráficos

Por Marcos Duarte
Um gráfico é uma representação de dados obtidos nos experimentos na forma de figuras geométricas (diagramas, desenhos, figuras ou imagens) de modo a fornecer ao leitor uma interpretação de forma mais rápida e objetiva.

A informática possibilitou o uso de recursos antes não disponíveis, que agilizam o trabalho, bem como propicia a criação de mapas, figuras e gráficos mais elaborados.

Existe uma grande diversidade nas formas de representação gráfica e a crescente utilização de softwares específicos favorece a execução dos mesmos. A escolha da forma a ser utilizada está diretamente relacionada com o tipo de dado e o objetivo do gráfico.

Os gráficos devem ser auto-explicativos e de fácil compreensão, de preferência sem comentários inseridos. Logo são requisitos básicos de um gráfico: simplicidade e clareza. Em trabalhos científicos a finalidade principal dos gráficos é evidenciar informações.

Embora as regras para construção dos gráficos não sejam tão rigorosas como as de tabelas, a preocupação com a exatidão na sua representação deve ser iminente. Alguns aspectos as serem considerados na construção de gráficos:

-Tamanho que deve ser adequado com a publicação;

-Escala adequada de forma a não desfigurar os dados;

-Título logo acima do gráfico;

-As escalas devem crescer da esquerda para a direita e de baixo para cima (setas indicativas são aconselhadas);

-A legenda é um elemento do gráfico utilizado para identificação.

*Principais elementos:

-Número, título, fonte, nota e chamada.