Representações da distribuição de freqüência

Por Marcos Duarte
A distribuição de freqüência fornece dados para a organização de três tipos de gráficos, são eles os histogramas, o polígono de freqüências e a ogiva.

- Histograma
O histograma é uma das modalidades de representação de uma distribuição de freqüência. É construído elevando-se retângulos sobre os intervalos de classe, de tal forma que as áreas dos retângulos sejam proporcionais às freqüências das classes. Como as larguras dos retângulos são iguais, as suas alturas também são proporcionais as freqüências. Os valores da variável são apresentados na abscissa.

- Polígono de freqüências
Um segundo método de representar uma distribuição de freqüências é o polígono de freqüências. Obtém – se reunindo os pontos centrais das bases superiores dos retângulos de um histograma. As alturas dos pontos que estão ligados para formar o polígono representam as freqüências das classes e não dos valores individuais.

- Ogiva
Uma distribuição cumulativa de freqüências pode ser representada graficamente por uma ogiva. Para construí-la representa-se os limites superiores das classes na abscissa e faz-se a altura dos pontos proporcionais à freqüência acumulada até esses limites. Estes pontos são então unidos por linhas retas. Ao contrário do polígono de freqüências, a interpolação é permissível com ogivas.

Fontes
http://educ.matematica.googlepages.com/ histograma_para_recortar.gif

http://matematicas.no.sapo.pt/ graeds.gif

http://www.fao.org/DOCREP/ 006/W5448P/W5448P345.gif