Heredograma

Por Débora Carvalho Meldau
Os heredogramas são gráficos utilizados em Genética para expor a genealogia ou pedigree de um indivíduo ou de uma família. Através de símbolos e sinais convencionais são caracterizados todos os integrantes da linhagem sobre a qual se questiona alguma coisa.

Os sinais mais corretamente usados nos problemas com heredogramas são:

  • Indivíduos do sexo masculino são representados por um quadrado;
  • Indivíduos do sexo feminino são representados por um círculo;
  • Casamento indicando procriação é simbolizado por um traço horizontal que une os dois membros do casal;
  • Filhos do mesmo casamento são representados por traços verticais unidos ao traço horizontal do casal;
  • Indivíduos de sexo indefinido são representados por um losango;
  • Indivíduos afetados por alguma anomalia são representados pelo símbolo que caracteriza seu sexo, preenchidos;
  • No caso de acasalamento consanguíneo, os membros do casal são unidos por dois traços horizontais;

A montagem de um heredograma deve ser de acordo com algumas regras:

  • O homem deve vir à esquerda do casal e a mulher à direita sempre que possível;
  • Os filhos devem ser colocados da direita para a esquerda, em ordem de nascimento;
  • Cada geração seguinte é indicada por algarismos romanos (I, II, III, e assim por diante). Dentro de cada geração, os indivíduos são indicados por algarismos arábicos, sempre da esquerda para a direita.

Exemplo de Heredograma

Na interpretação de um heredograma, a primeira informação que se procurar saber é se o caráter em questão é condicionado por um gene dominante ou recessivo. Deste modo, deve ser procurado no heredograma casais fenotipicamente idênticos e que tiverem um ou mais filhos diferente deles. Caso a característica não tenha se manifestado em nenhum dos membros do casal e manifestou-se no filho, significa que esta característica só pode ser determinada por um gene recessivo. Depois que identificado o gene dominante e o gene recessivo, deve ser identificado o homozigoto recessivo, pois todos eles manifestam o caráter recessivo. Em seguida, identifica-se os genótipos dos outros indivíduos, sendo importante saber de dois pontos:

  1. Em um par de genes alelos, um provém do pai e o outro da mãe. Caso o indivíduo seja homozigoto recessivo, ele recebeu um gene recessivo de cada ancestral;
  2. Caso o indivíduo seja homozigoto recessivo, ele passa este gene para todos os seus descendentes.

Fontes:
http://www.biomania.com.br/bio/conteudo.asp?cod=1214
http://pt.wikipedia.org/wiki/Heredograma
http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Genetica/leismendel5.php