Estalagmites

Por Emerson Santiago
É chamada estalagmite (do grego "stalagmias", verbo que significa gotejar, e deu origem ao substantivo "stalagmitês", de onde surge a palavra em português) o depósito rochoso carbonatado em forma de coluna, tronco ou cone que surge na superfície inferior das grutas formadas por rochas calcárias.

A estalagmites são algumas das formações mais familiares de uma caverna, constituída por montes de calcita depositados consistentemente por meio da água por gotejamento, sendo que sua formação se dá em direção ascendente, ou seja, do piso para o teto da carverna. Sua criação deriva da precipitação do bicarbonato de cálcio em solução que é transportado nas águas que correm nas estalactites ou percorre diretamente o teto da gruta. Ao chocar-se contra o piso da caverna, deixa precipitar a calcita, que ainda está dissolvida em forma de bicarbonato de cálcio. Nas grutas é comum a existência de colunas que resultam do encontro de estalactites e estalagmites.

Suas estruturas são construídas a partir de muitas camadas de crescimento sucessivo. Cada camada é feita de pequenos e alongados cristais de calcita com orientação quase perpendicular à superfície de crescimento. Quando a água derivada do gotejamento evapora da superfície da estalagmite, camadas pequenas de cristais de aragonita podem também se desenvolver. As camadas escuras, manchadas atestam o influxo episódico de impurezas, geralmente de origem orgânica.

Como em todos os espeleotemas (formas que compôem o interior de uma caverna), as estalagmites são identificadas não pela sua composição mineral, mas por sua forma externa e estrutura interna. Assim, as estalagmites podem assumir uma variedade de formas, desde as altas e pontudas "vassouras" até as ornadas, e seccionadas "torres". Sua forma será determinada em grande medida pela taxa de gotejamento, altura do teto, as condições de atmosfera caverna, e a química do carbonato da solução de água por gotejamento.

Assim, a contínua disposição da calcita, quer no seu topo, quer nas suas laterais, dará origem a uma estalagmite, que cresce verticalmente a partir do solo, podendo atingir vários metros de altura e mais de 1m de diâmetro e assumir várias formas, como por exemplo:

  • Pilhas de prato;
  • Cônicas – bolo de noiva, Buda;
  • Cactus – formado por vários pontos de gotejamento;
  • Perfurados – quando a gota que atinge a superfície da estalagmite se torna mais ácida provocando erosão em vez de deposição.
  • Vassouras - forma originária da rápida deposição de calcita, antes do gotejamento de água ter uma chance de estacionar ao longo ou aos lados da estalagmite.

Bibliografia:
BEWLEY, Djuna. Stalagmites (em inglês). Disponível em <http://www.goodearthgraphics.com/virtcave/stalmite/stalmite.html>. Acesso em: 22 nov. 2011.

Classificação dos Espeleotemas. Disponível em <http://www.espiritodaterra.com.br/get5.htm>. Acesso em: 22 nov. 2011.

Estalagmite. Disponível em <http://www.infopedia.pt/$estalagmite>. Acesso em: 22 nov. 2011.

Foto: http://beatriz-rodrigues-cfq-8d.blogspot.com/2010/12/como-se-formam-as-estalagmites-e.html