Batalha de Maratona

Por Antonio Gasparetto Junior
A Batalha de Maratona ocorreu no ano 490 a.C., durante a Primeira Guerra Médica.

batalha de maratonaDurante o século V a.C. ocorreram vários conflitos entre os gregos e o Império Persa. Eles disputavam o controle da região da Jônia, na Ásia Menor. O confronto eclodiu quando as colônias gregas de Mileto tentaram se livrar do domínio persa que havia sido imposto na região. O aumento da tensão levou à Primeira Guerra Médica.

Durante a guerra, houve um evento que ganhou grande repercussão histórica e que foi fundamental para os rumos dos conflitos. Sabendo que os persas desembarcariam para o confronto com os gregos, Milcíades, um general nascido em Atenas, preparou a frente ateniense enquanto um informante foi enviado a Esparta para solicitar ajuda. O nome desse enviado era Fidípides e ele percorreu cerca de 200 quilômetros correndo em menos de um dia. Os espartanos confirmaram o auxílio, mas alegara que, por questões religiosas, a ajuda militar só seria enviada dentro de seis dias, tempo que Milcíades não poderia esperar. Assim, ele comandou o ataque dos atenienses contra os persas.

Os atenienses não chegavam a 15 mil combatentes, enquanto os persas poderiam totalizar 100 mil soldados e 600 barcos. Os atenienses tentaram de todas as formas possíveis para evitar que os persas fizessem uso da cavalaria, forçando o combate corpo a corpo. A estratégia grega neutralizou o uso de arcos e de espadas dos persas, que foram oprimidos por longas lanças e por defesas em couraças. Ainda assim, pelo próprio contingente, os persas ofereceram grande resistência e, em alguns momentos, conseguiram vencer as defesas gregas. No entanto, os gregos se reagruparam e forçaram os persas a recuarem até onde haviam desembarcado.

A Batalha de Maratona foi vencida pelos atenienses, que oprimiram os persas no território de combate. Eles capturaram sete barcos inimigos e mataram cerca de 6 mil persas. Os invasores foram derrotados e massacrados, forçados a voltar para a Ásia. A batalha também encerrou a Primeira Guerra Médica, em 490 a.C.. Porém não seria o fim definitivo dos confrontos, pois uma nova guerra começaria alguns anos depois.

A Batalha de Maratona faz parte da cultura popular em função da ordem seguida por Fidípides, que seguiu as instruções de Milcíades correndo mais 42 Km entre Maratona e Atenas para informar sobre a vitória grega. A lenda diz que, logo após informar a vitória, Fidípedes teria caído morto de cansaço. É por causa desta batalha que existem hoje as famosas provas de corrida de longa distância chamadas de maratona.

Fontes:
http://www.uc.pt/fluc/eclassicos/publicacoes/ficheiros/humanitas62/04_2500_anos_maratona.pdf
http://www.nethistoria.com.br/secao/ensaios/467/nike_consideracoes_sobre_a_primeira_maratona/
Ilustração: http://www.findingdulcinea.com/news/on-this-day/September-October-08/On-this-Day--Athens-Defeats-Persian-Army-at-the-Battle-of-Marathon.html