Micro-História

Mestrado em História (UFJF, 2013)
Graduação em História (UFJF, 2010)

A Micro-História é um gênero da historiografia que reduz a escala de observação de seus objetos na pesquisa histórica.

Existem várias formas de se escrever história. A ciência História é definida por várias metodologias que resultam em técnicas de pesquisas diferenciadas. A forma tradicional de se escrever História fazia uso de uma abordagem narrativa geral, identificando estruturas que se alteravam em eventos de longa duração. Mas o desenvolvimento da ciência permitiu o florescimento de novas metodologias que enriqueceram o campo.

Entre 1981 e 1988 surgiu uma coleção, na Itália, organizada pelos historiadores Carlo Ginzburg e Giovanni Levi e intitulada de Microstorie. A coleção fez muito sucesso apresentando sua forma inovadora de se abordar o objeto de pesquisa e passou a influenciar historiadores em várias partes do mundo com as novas metodologias.

A Micro-História é uma forma de se pesquisar e escrever História na qual a escala de observação é reduzida. Sem deixar de levar em consideração as estruturas estabelecidas pela História Geral, a Micro-História se foca em objetos bem específicos para apresentar novas realidades. A proposta é que o historiador desenvolva uma delimitação temática extremamente específica em questão de temporalidade e de espaço para conseguir observar realidades que não são retratadas pela História Geral.

A Micro-História oferece grandes serviços à História Geral, já permite revelar fatos e realidades até então desconhecidas. Assim, a Micro-História aborda o cotidiano de comunidades determinadas ou apresenta biografias que complementem o contexto geral, mesmo que os indivíduos destacados fossem figuras anônimas. Na verdade, é isso que permite esclarecer as realidades conjunturais existentes dentro das estruturas já conhecidas.

A diferença da Micro-História para a História Geral é notória também quando é escrita. Enquanto esta se desenvolveu como um gênero mais ligado à narrativa histórica, a Micro-História se dedica a uma profunda exploração das fontes, utilizando os artifícios da narrativa, mas também da descrição etnográfica.

Ainda assim, a Micro-História demorou a se tornar conhecida no mundo. Durante muito tempo permaneceu como um método muito característico e restrito aos italianos.

A relação da Micro-História com a História Social se demonstrou muito frutífera. Uma vez que esta procura dar voz às camadas mais baixas da sociedade, a Micro-História contribui fornecendo elementos enriquecedores para permitir que os excluídos da História Geral se expressem.

A Micro-História forneceu um grande benefício também para a ciência História como um todo, já que incluiu no trabalho dos historiadores uma gama imensa de fontes de pesquisa até então desconsideradas. O trabalho do historiador se enriqueceu muito, mostrando-se capaz de reconstituir com melhores detalhes o cotidiano do passado.

Fontes:
REVEL, Jacques. Jogos de Escala.
VAINFAS, Ronaldo.Os protagonistas anônimos da História: microhistória .

Arquivado em: História