BOM (Bill of material)

A BOM (Bill of Material), como costuma ser chamada a estrutura de produtos, é uma técnica onde são listados todos os componentes, montagens e submontagens de um produto, assim como as relações de precedência, relações “pai – filho” entre componentes e a quantidade dos itens necessários à confecção do produto final. Ou seja, BOM é a definição da estrutura do produto em termos de materiais e as conexões entre eles, que constitui a base para a definição da atividade produtiva.

A BOM pode ser usada também como uma instrução de trabalho embora sua função principal seja auxiliar nos projetos de produto e produção. A BOM se divide em alguns tipos diferentes de acordo com o objetivo e aplicação específicas, conforme a seguir:

* BOM Simples: a estrutura de materiais chamada de “simples” é aquela que apresenta apenas dois níveis, sendo o nível 1 composto pelos materiais que compõem o produto, e o nível 0, o próprio produto finalizado.

* BOM Padrão: é a BOM que apresenta vários níveis. Ela é utilizada quando há a necessidade de planejamento e controle de produção de forma a criar itens intermediários que facilitarão ou a estocagem ou a montagem do produto final.

* BOM Modular ou de Planejamento: é usada quando o item que se quer produzir possui muitas opções de montagem ou combinações possíveis. Para facilitar, cria-se uma BOM Modular, ou seja, os itens serão agrupados por módulos, assim quando alguma variação for necessária basta apenas ajustar um ou mais módulos, sem a necessidade de se ajustar a BOM toda. Outra situação onde a BOM Modular pode ser implantada é no caso de haver a necessidade de manter estoque do tipo assemble-to-order. É feita a produção e a estocagem dos módulos, e, quando o cliente fizer o pedido, basta fazer a combinação necessária para se obter o produto final conforme o pedido do cliente.

* BOM Genérica: este tipo de BOM não pode ser usada diretamente para o planejamento da produção ou manufatura, pois trata-se de uma representação genérica de uma família de produtos. Ao invés de se fazer uma BOM para cada um, faz-se apenas uma BOM genérica que representará toda a família de produtos para fins de controle da configurações dos produtos.

* BOM de Manufatura: a BOM de manufatura é como se fosse uma instrução de produção. Nela, além da estrutura do produto e dos materiais é relacionada também a ordem das operações, tal qual um guia para a fabricação do produto.

* BOM para Informação: este tipo de BOM pode ser “indentada”, quando se usa uma alternativa à representação gráfica onde os níveis mais altos da BOM são postos à esquerda de uma tabela e vão decrescendo para a direita, incluindo os itens do processo de montagem/manufatura; a BOM de informação “de onde é usado”, é quando se relaciona os “itens pais” num primeiro nível de relação direta e em seguida os “itens pais” nos quais os componentes são usados de forma indireta (chama-se este tipo de “BOM de informação” de “implosão”); a BOM de informação “custeada”, ocorre quando se adiciona os custos dos itens à BOM indentada; BOM de informação de “matriz”, é quando se utiliza um gráfico para indicar os itens comuns em uma mesma família de produtos; e a BOM de informação “resumida”, quando se listam todos os itens apenas uma vez (mesmo que determinado item seja usado mais de uma vez) com suas respectivas quantidades.

Fontes
http://www.numa.org.br