Web 2.0

Atualmente, os sites mais visitados pelos internautas são as redes sociais (Twitter, Orkut, Facebook). Essas páginas fazem parte do universo da Web 2.0 alteraram o próprio conceito de “visitação” e “navegação”. A partir da criação destas redes, os usuários deixam de ser meros espectadores, podendo interagir, criar próprio conteúdo, comunicar-se com seus colegas e opinar de todas as formas sobre o que é apresentado na tela.

Em 2004, a empresa americana “O’Reilly Media” criou o termo Web 2.0 para designar um conjunto de ferramentas que inovaria o mundo da informática. O Facebook, rede social de relacionamento criada por Mark Zuckerberg, faz parte dos web sites do mundo Web 2.0 e permite que os usuários criem perfis para colocar fotos, enviar e receber mensagens e compartilhar eventos pessoais.

A ideia é não deixar a informação limitada ao computador, expandindo-a para a internet e a compartilhando milhões de usuários web. Porém, para ter esse privilégio é necessário fazer um cadastro nos serviços de ferramentas de Web 2.0, onde você cria um nome de usuário e senha para acessar e publicar seu conteúdo.

O objetivo das ferramentas Web 2.0 é tornar pública as informações pessoais e também levá-las a grupos e comunidades. De olhos neste novo nicho de mercado, muitas empresas adotaram o sistema para divulgar sua marca, apresentar novidades, fazer promoções e, até mesmo, solucionar problemas de seus clientes.

Inseridas neste meio com o Facebook, Orkut, Twitter, Blogs corporativos e sempre atentas as inovações tecnológicas, as empresas informam seus funcionários, clientes e parceiros sobre o que se passa na instituição.

Ferramentas da Web 2.0

  • Blog: Site que permite a atualização rápida a partir de artigos, ou publicações diversas.
  • Orkut: Rede Social de relacionamentos.
  • Facebook: Rede Social de relacionamentos.
  • Flickr: Ferramenta de hospedagem e compartilhamento de fotos.
  • Twitter: Rede Social que permite o recebimento e envio atualizações pessoais com até 140 caracteres, recebe atualizações de outros contatos por meio do website, do serviço, SMS e por outros softwares.

Revolução digital

Em meados de 2011, estas ferramentas foram utilizadas para a organização de rebeliões contra governos de países do Oriente Médio. Com a utilização das ferramentas Web 2.0, pessoas insatisfeitas com os políticos marcaram manifestos com milhares de pessoas, organizaram piquetes e barricadas pelas ruas. No mesmo ano, na Inglaterra, grupos anarquistas utilizaram Twitter, Facebook, mensagens SMS para reunir rebeldes e destruir locais públicos de Londres.

Fontes:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/tec/tc0112201016.htm
http://oreilly.com/web2/archive/what-is-web-20.html
http://www.youtube.com/watch?v=nsa5ZTRJQ5w

Arquivado em: Informática