Vocabulário Aplicado de Inglês Executivo: Austeridade para o ano novo chinês


Governo chinês anuncia a proibição de anúncios em rádio e TV que estimulem extravagância no momento de presentear. Relógios caros, objetos de ouro e até mesmo bebidas estrangeiras estão entre os itens afetados de acordo com a agência estatal de notícias Xinhua. Sobre este assunto, a série Vocabulário Aplicado de Inglês Executivo destaca cinco termos pertinentes ao cenário executivo internacional.


During Chinese New Year it’s common to give gifts to bosses and officials as a way of gaining favour. But now the authorities have announced a ban on advertisements that have been encouraging people to give luxury items.

In a statement, the authorities said these radio and TV ads were spreading “incorrect values” and creating a “bad social ethos“. According to reports, the ban relates to promotions which suggest products are “must-have items for superiors”.

It’s the latest move by China’s leader, Xi Jinping, to try and cut down on government extravagance and corruption. At many official occasions, banquets have been banned or scaled back, red carpets are out, and the floral arrangements are no longer there. China’s new generation of leaders are keen to display a more frugal administration in the face of growing public anger over official corruption.

Senior officials have repeatedly warned that corruption poses the greatest threat to the rule of the Communist party.

Vocabulário

  • Encouraging – fazer alguém se sentir mais confiante ou esperanço;
  • Ethos – conjunto de crenças e/ou ideias sobre um comportamento em relação a uma pessoa ou grupo;
  • Scaled back – tornar algo menor ou fazer algo em escala reduzida em relação a seu planejamento;
  • Frugal – cuidado na utilização de algum tipo de recurso;
  • In the face – em reação à algo.

Assim, o texto acima pode ser interpretado da seguinte forma:

Durante o Ano Novo Chinês é comum dar presentes para chefes e funcionários como forma de receber favor. Mas agora, autoridades anunciam a proibição de propagandas que estejam incentivando as pessoas a darem itens de luxo.

Em comunicado, as autoridades disseram que anúncios em rádio e TV espalharam “valores incorretos” e estão criando uma “má ética social”. Segundo relatos, a proibição se refere à campanhas que sugerem produtos “obrigatórios para os superiores”.

Este é o mais novo ato do líder chinês Xi Jinping, na tentativa da redução da extravagância e da corrupção no governo. Em muitas ocasiões oficiais, banquetes foram proibidos ou reduzidos, tapetes vermelhos estão descartados e arranjos florais não são mais encontrados. A nova geração de líderes chineses está disposta a exibir uma administração mais econômica diante à crescente indignação pública acerca da corrupção oficial.

Funcionários do alto escalão alertaram repetidamente que a corrupção representa a maior ameaça para o governo do Partido Comunista.

Do originalChina bans luxury gift adverts in austerity push – por Martin Patience em Fevereiro de 2013 no site de notícias da BBC de Londres.

Sites visitados
http://www.bbc.co.uk/news/world-asia-china-21349722
http://www.bbc.co.uk/worldservice/learningenglish/language/wordsinthenews/2013/02/130208_witn_china_gifts.shtml

Arquivado em: Inglês