Vocabulário Aplicado de Inglês Executivo: O que é que a Europa quer de Obama


De acordo com pesquisas, 75% dos europeus, se pudessem, teriam votado em Obama, contra apenas 8% que teria escolhido o republicano Mitt Romney. A partir daí surge a pergunta, ‘O que é que a Europa quer do segundo mandato de Obama?’ Sobre este assunto, a série Vocabulário Aplicado de Inglês Executivo destaca cinco termos pertinentes ao cenário executivo internacional.


In President Obama's second term there are two longer-term developments that will affect the relationship with Europe. The first is the US budget deficit, the second the so-called "pivot" - or the rebalancing of focus towards Asia.

America's finances will mean, now even more than in the first term, the US will be what some have called a "frugal superpower" - leading from behind as they did in Libya, and as they look to be doing in Mali.

But then that frugal nature is not altogether bad news. The US remains by far the biggest customer for European exporters.

Generally the Europeans are content with the status quo. The last thing they need at a time when Europe is so embroiled in its own internal debates, is the external distraction of a change in guard across the pond.

Vocabulário

  • Budget deficit – a diferença entre a renda de um governo e o quanto este gasta;
  • Frugal – aponta cuidado na utilização de algum tipo de recurso;
  • Leading from behind – circunstância onde é desempenhado um papel importante sem ser visto;
  • Embroiled – em situação complicada;
  • Across the pond – expressão que indica algo além de um alcance próximo.

Assim, o texto acima pode ser interpretado da seguinte forma:

No segundo mandato do presidente Obama há dois desenvolvimentos em longo prazo que afetarão a relação com a Europa. O primeiro é o déficit orçamentário dos EUA, o segundo é o chamado "pivô" - ou o reequilíbrio do foco em reação a Ásia.

As finanças dos Estados Unidos significará, agora ainda mais do que no primeiro mandato, que o país será o que alguns chamam de “superpotência branda” – liderando por debaixo dos panos como fizeram na Líbia e como parecem estar fazendo em Mali.

Entretanto, tal natureza modesta não é de todo o mal. Os Estados Unidos continuam sendo, de longe, o maior cliente dos exportadores europeus.

Em geral os europeus estão satisfeitos com o status quo. A última coisa que eles precisam no momento em que a Europa está tão envolvida em suas próprias discussões internas, é a distração externa de uma mudança na guarda do outro lado do oceano.

Do originalInauguration: Barack Obama is sworn in for second term – por Christian Fraser em Janeiro de 2013 no site de notícias da BBC de Londres.

Sites visitados:
http://www.bbc.co.uk/news/world-us-canada-21115349
http://www.bbc.co.uk/worldservice/learningenglish/language/wordsinthenews/2013/01/130121_witn_what_does_europe_want_from_obama.shtml

Arquivado em: Inglês