Formigueiro

Por Thais Pacievitch
Formigueiros são colônias de formigas. As formigas são insetos sociais, pois vivem em uma comunidade na qual os indivíduos dependem e protegem uns dos outros. O ninho é o local mais protegido nessa sociedade. Em alguns formigueiros, o ninho é subterrâneo, embora o monte de terra empilhada indique a entrada do formigueiro, tornando-o facilmente localizável. Geralmente, os formigueiros são extremamente movimentados, mesmo porque, cada formigueiro tem milhares e até milhões de formigas.

Entrada de um formigueiro. Foto: Alexander Prosvirov / Shutterstock.com

Entrada de um formigueiro. Foto: Alexander Prosvirov / Shutterstock.com

Ainda assim, a vida no formigueiro pode ser caracterizada pela organização. As formigas têm funções diferentes no formigueiro, sendo que tais funções variam dependendo da espécie de formiga. As saúvas (gênero Atta), entre outras espécies, possuem uma das organizações sociais mais desenvolvidas. As formigas se comunicam por meio de liberação de feronomas (compostos químicos).

A sociedade das formigas é, geralmente, dividida nas três seguintes castas:

  • Rainha – São as responsáveis pela continuidade, pois são elas as únicas a reproduzir (a por ovos), na maioria das espécies. A quantidade de rainhas por formigueiro depende da espécie de formigas, ou seja, um formigueiro pode ter uma ou mais rainhas. São as rainhas que tem a vida mais longa do formigueiro, podendo viver de 10 a 20 anos.
  • Machos – Não trabalham. Vivem por semanas ou anos, até que cumpram sua única missão: copular com a rainha, ou com uma das jovens candidatas ao posto. Depois disso, morrem.
  • Operárias – As formigas operárias são maioria no formigueiro. Todas fêmeas, são elas as responsáveis pela limpeza, por procurar a comida e a água, cuidar da rainha, das larvas, dos filhotes e da segurança do formigueiro. Em algumas espécies, existem vários tipos de operárias, como por exemplo, as formigas soldados, que tem uma estrutura corporal maior.

Na época da reprodução algumas das formigas operárias, as de maior porte físico e com uma pré-disposição hormonal, podem desenvolver um aparelho reprodutor e asas, saindo do ninho para o vôo nupcial. Após a cópula, a nova rainha perde as asas, e pode dar inicio a uma nova colônia, ou seja, pode iniciar um novo formigueiro.

Formigueiros podem se estender por vários metros abaixo da Terra.

Referências:

COMO FUNCIONAM AS FORMIGAS.   http://ciencia.hsw.uol.com.br/formiga3.htm. Acesso em 07 fev. 2011.

VASCONCELOS, Yuri. Como é a vida dentro de um formigueiro? Disponível em: http://mundoestranho.abril.com.br/mundoanimal/pergunta_286750.shtml. Acesso em 07 fev. 2011.