Estrofe

Enquanto na estância os versos se agrupam obedecendo a um padrão definido, o qual exige que eles tenham proporções idênticas e a exata estrutura de rimas, a estrofe abriga versos mais livres, com ou sem frases rimadas, dotados de sentido e ritmo. Apesar das diferenças, estas duas composições poéticas são muitas vezes consideradas similares.

A estrofe é, portanto, do ponto de vista da poética contemporânea, cada um dos segmentos que configuram uma poesia. Elas são sempre intercaladas por espaços não preenchidos na página de um livro. Esta estruturação procura reproduzir o intervalo rítmico e racional, melhor captado na estância do que na estrofe.

Estas divisões da obra poética são classificadas quanto à quantidade de versos que as integram. Deste ângulo elas podem ser:

  • Simples: são estrofes configuradas por versos de idêntica dimensão, melhor dizendo, regulares. Exemplo: Quadras e Dístico com versos hexassílabos.
  • Compostas: são as estrofes estruturadas por versos com proporções dispostas alternativamente. Exemplo: Quadras e Dístico com versos ímpares, heptassílabos e versos pares tetrassílabos.
  • Livres: são as estrofes formadas por versos de grandezas distintas, ou seja, aquelas que não seguem normas pré-fixadas. Exemplo: Quintilhas e Dístico com versos livres e rimas brancas.

Já quanto à soma dos versos que compõem uma estrofe, ela pode ser denominada:

  • 1 verso – Monóstico;
  • 2 versos – Dístico;
  • 3 versos – Terceto;
  • 4 versos - Quarteto ou quadra;
  • 5 versos – Quintilha;
  • 6 versos - Sextilha;
  • 7 versos – Septilha;
  • 8 versos – Oitava;
  • 9 versos – Nona;
  • 10 versos - Décima;

Mais de dez versos: estrofe irregular ou bárbara.

Sempre que um mesmo verso é reiterado no começo de todas as estrofes de uma poesia, ele é chamado de antecanto. Se essa reprodução acontece no fim, o verso é então conhecido como bordão. Ao agrupamento de versos repetidos ao longo do poema dá-se o nome de estribilho ou refrão.

Há as formas fixas nas quais as estrofes se apresentam constantemente de uma forma ou de outra. São elas:

  • Soneto: poesia configurada por dois quartetos e dois tercetos, normalmente formada por versos decassílabos e de teor lírico;
  • Balada: poema estruturado por três oitavas e uma quadra;
  • Rondel: poema formado por duas quadras e uma quintilha;
  • Rondó: poema que contém estrofe homogênea em forma de quadras;
  • Sextina: poema composto por seis sextilhas e um terceto;
  • Indriso: poema configurado por dois tercetos e dois monósticos.
  • Trova: poema com uma só estrofe e quatro versos heptassilábicos.
  • Haicai: poema de uma única estrofe com três versos: dois pentassilábicos e o segundo heptassilábico.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Estrofe
http://www.portalfiore.com/estrofes.htm

Arquivado em: Literatura