O Pastor Amoroso

Alberto Caeiro é um dos heterônimos do escritor português Fernando Pessoa, e ficou conhecido através da sua obra prima “O Guardador de Rebanhos”, que foi a primeira deste heterônimo. Em “O Pastor Amoroso” Caeiro acaba saindo de seu personagem e se transformando em um poeta transtornado pelo amor.

Segundo explicam as palavras de Ricardo Reis, os poemas do “Pastor Amoroso” acontecem devido à lamentável paixão vivida por Caeiro. Tal paixão leva Caeiro a mudar seus princípios e a se sentir mais fraco e mais humano, o que Ricardo Reis retrata como um momento de decadência.

Fernando Pessoa conservou estes poemas como parte da bibliografia de Caeiro, talvez para ajudar o leitor a compreender o percurso daquele heterônimo.

No poema III do "Pastor Amoroso", Caeiro diz: "O amor é uma companhia. / Já não sei andar só pelos caminhos." mostrando o quanto se sentia satisfeito e necessitado deste sentimento.

Já no poema IV Caeiro entra em uma confusão que mexe com sua identidade frente ao amor, é quando ele afirma que: "O pastor amoroso perdeu o cajado" e que as suas ovelhas "se tresmalharam pela encosta".

Caeiro entra em um espírito de incerteza diante da destruição de suas certezas essenciais com relação ao amor. Esta experiência o faz questionar tudo, inclusive o próprio amor: "ninguém o tinha amado, afinal".

Caeiro sai, então, da “falsa verdade” e acredita por um momento acredita que tudo havia sido um pesadelo. As montanhas, o campo e a natureza passam a ser sua verdade a partir daquele momento, fazendo com que ele regresse às suas antigas certezas presentes em "Guardador de Rebanhos".

De volta à liberdade, Caeiro afirma sentir dor, e sabe que passou a ser um homem diferente. Por ter conhecido o amor, não conseguirá mais voltar ao mesmo espírito de certezas que tinha anteriormente.

A obra pode ser acessada em http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/vo000006.pdf .

Fontes:
http://vestibular.uol.com.br/resumos-de-livros/o-pastor-amoroso-poemas-completos.htm
https://sites.google.com/site/apontamentoslimareis/o-pastor-amoroso-perdeu-o-cajado-1
http://pt.wikipedia.org/wiki/Alberto_Caeiro
http://www.adonaimedrado.pro.br/principal/index.php?option=com_content&view=article&id=79&Itemid=117

Arquivado em: Literatura