A Cabana

Por Ana Lucia Santana
A Divindade nunca se revelou tão próxima de sua Criação quanto no livro A Cabana, tão  singelo e tocante. Longe de se parecer com a imagem mosaica do Deus vingativo e punitivo, Ela se expõe em todo seu poder compassivo, mas também em sua enérgica e persistente determinação.

Quem espera encontrar mais um livro de auto-ajuda ou o libelo de uma determinada religião, percebe logo que está enganado ao avançar em sua leitura. Quanto mais o leitor mergulha nas páginas desta obra incomum, mais fundo deseja ir. E aos poucos sente que algo em seu interior vai se transformando, especialmente se abrir a mente para uma nova visão espiritual. E, o que é melhor, é uma obra universal, portanto qualquer pessoa, independente de sua religião, irá se apaixonar por esta história.

Aqueles que temem cair em uma cilada, em outra leitura piegas, também devem se despreocupar. Embora o enredo, a princípio, pareça se encaminhar para mais um melodrama comum, logo uma inesperada reviravolta o conduz para inesperadas direções. É difícil resumir esta trama sem desvelar os mistérios ocultos nas páginas deste livro.

Basicamente a história gira em torno da profunda desilusão sofrida pelo protagonista, Mackenzie Allen Phillips, mais conhecido pelos familiares e companheiros como Mack. O narrador é praticamente o melhor amigo deste personagem, encarregado de transpor para o papel a experiência profunda vivenciada por seu parceiro.

Logo no início, em um prefácio atípico, o leitor é informado pelo narrador que um dos personagens principais deste enredo é uma misteriosa cabana, testemunha de um trágico evento que marca definitivamente a vida do protagonista e de sua família. Descendente de uma linhagem irlandesa-americana, Mack já traz em seu coração marcas dolorosas de sua infância, especialmente de seu relacionamento com o pai.

Superando o passado, ele forma uma nova família, ao lado de Nannete A. Samuelson, chamada pelo marido e por amigos mais próximos de Nan, com quem tem cinco filhos excepcionais – Jon, Tyler, Josh, Katherine e a caçula, Melissa ou Missy, uma garota incomum, repleta de idéias e concepções brilhantes para sua idade, seis anos.

Um fim-de-semana que deveria ser muito especial, no qual Mack se sente mais que nunca próximo de Josh e das filhas, com quem ele partiu para uma última aventura de férias, antes do reinício das aulas, se transforma em um terrível pesadelo com o desaparecimento inexplicável de Missy. A partir de então, com todas as evidências apontando para um terrível crime, o protagonista mergulha em um sombrio abismo de tristeza e dor.

Quatro anos depois, porém, o protagonista tem a oportunidade de rever seu passado à luz de uma nova compreensão. Ironicamente o encontro de Mack com ele mesmo e com seus assustadores fantasmas interiores se dá justamente no lugar onde tudo começou, a cabana onde sua Missy supostamente havia sido assassinada. Guiado por um intrigante bilhete depositado em sua caixa de correio, ele embarca em uma viagem surpreendente que promete reconciliar sua alma com a Divindade que ele não consegue perdoar.

Este livro, concebido pelo estreante canadense William P. Young, foi lançado em 2007 por uma editora criada estritamente com o propósito de publicar esta obra. Inicialmente o autor só pretendia doar alguns volumes deste enredo para amigos mais próximos, no Natal de 2005. A história, porém, teve uma recepção tão surpreendente que ele decidiu revelar seu conteúdo para dois produtores cinematográficos, Wayne Jacobsen e Brad Cummings.

Recusado por inúmeras editoras, A Cabana foi finalmente publicada por Jacobsen e Cummings, que para isso criaram sua própria empresa editorial. Depois disso, recomendado boca a boca, já vendeu pelo menos dois milhões de exemplares. No idioma português ele foi lançado em 2008.

Este livro, que enfoca principalmente a verdadeira relação de Deus com o Homem, tem despertado e transformado a existência de inúmeras pessoas que, ansiosas por compartilhar suas experiências, formaram o Projeto Missy, que pretende divulgar ainda mais a importância da leitura desta obra.

Há inclusive a possibilidade de, com uma maior venda desta publicação, já considerada um best seller, o enredo ser transposto para as telas do cinema. Os leitores interessados em compartilhar seus pontos de vista sobre A Cabana devem acessar o site www.acabana.com.br.