Molas

Por Camila J. Z. do Nascimento
Uma mola é um objeto flexível capaz de armazenar energia mecânica, portanto usado para tal, encontradas com diferentes composições e grande diversidade de formatos. As molas estão presentes desde uma simples caneta, até em mecanismos de grande complexidade.

Por definição são objetos que dão impulso ou resistência a outras peças, imprimindo movimentos, amortecendo pancadas, devendo reagir quando solicitadas. As molas possuem grande potencial elástico e suas características são: flecha (deformação ocasionada por determinada força), rigidez (não deformam permanentemente) e flexibilidade (capazes de serem dobradas, curvadas, etc.).

  • Molas em Lâminas: dentre os vários tipos de molas, são as que realizam o máximo auto-amortecimento devido ao atrito, portanto são muito utilizadas em amortecedores de veículos.
  • Molas Helicoidais ou de Bobina (são feitas enrolando-se um fio em torno de um cilindro) e as Molas Cônicas são molas de torção, pois o próprio fio é torcido quando são solicitadas a determinados esforços.
  • Molas de Flexão em Espiral são formadas por uma fita de material elástico e possuem seção retangular constante.
  • Molas de Torção são usadas em casos onde a torção é predominante.
  • Molas em Anéis são essencialmente solicitadas à tração e à compressão, muito usadas em amortecedores e empurradores.

Referências
http://www.ebah.com.br/molas-doc-a6793.html;
http://pt.wikipedia.org/wiki/Mola;
http://www.feiradeciencias.com.br/sala06/06_36.asp.