Medicina Esportiva

A Medicina Esportiva é a especialidade médica que estuda como o exercício físico influencia na saúde das pessoas, sejam elas esportistas ou não, bem como a falta de exercício. Outro aspecto estudado é a lesão que pode ser provocada durante a realização de diversos tipos de atividades físicas. O objetivo é ter respaldo para encontrar as possíveis curas e tratamento de lesões causadas por exercícios.

Se a pessoa apresentar alguma lesão e for necessária a realização de uma atividade adaptada, a Medicina Esportiva possui a técnica para orientá-la, com o objetivo de diminuir o risco do surgimento de outras patologias, como por exemplo, a utilização da técnica de Crioterapia, que consiste em esfriar os tecidos, com o objetivo de estimular o efeito anti-inflamatórios e analgésico, por meio da vasoconstrição. Também orienta pacientes com patologias como: problemas cardíacos, obesidade, soropositivos, diabéticos e asmáticos, sobre quais atividades praticar, intensidade do treino e avaliação antes do início, durante e após o exercício.

Antes de iniciar qualquer tipo de atividade física, é preciso avaliar o desempenho do corpo, com uma avaliação física que medirá a capacidade de esforço do coração, circulação, metabolismo e a respiração, esta também é uma responsabilidade do profissional de Medicina Esportiva.

A Medicina Esportiva é atualmente referência mundial devido ao apoio da Federação Internacional de Medicina do Esporte(FIMS). E no Brasil o órgão que promove a Medicina Esportiva é a Sociedade Brasileira do Exercício e do Esporte, criado em 1962. As áreas de estudo desta especialidade são especificamente, tratamento de lesões; análise e orientação antes do início da atividade física; avaliação física completa e o diagnóstico do tipo ideal de esporte, para cada pessoa de acordo com o seu biótipo; recomendações sobre hábitos de vida e alimentação saudável; pesquisa e controle de novos métodos de treinamento esportivo.

Entre as diversas matérias da especialidade, pode-se destacar as nomenclaturas, Traumato-Ortopedia Desportiva, cujo tratamento se dá em lesões ósseas e musculares; a Cardiologia do Esporte, que avalia o metabolismo cardiovascular do praticante do exercício e a Medicina do Exercício, a qual estuda o funcionamento e a resposta do corpo as atividades realizadas, em mulheres, crianças e idosos. A Medicina Esportiva também atua na especialidade de Controle Anti-Doping, área esta muito conhecida por profissionais do esporte de diversas modalidades, onde se faz necessário a aplicação do teste em atletas escolhidos aleatoriamente, para detectar a presença ou não de alguma substância proibida.

Por fim, é importante ressaltar que a Medicina Esportiva está diretamente ligada a Qualidade de Vida e saúde das pessoas.

Fontes:
http://www.teucorpo.com.br/medicina-esportiva/
http://www.medicinadoesporte.org.br/subespecialidades.htm

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Esportes, Medicina