Argonautas

Mestrado em História (UFJF, 2013)
Graduação em História (UFJF, 2010)

Os Argonautas são personagens da mitologia grega que teriam ido até Cólquida em busca do Velocíno de Ouro.

De acordo com as lendas da mitologia grega, os Argonautas compuseram uma expedição que buscava pelo Velocíno de Ouro, a lã de ouro de um carneiro alado. Quando Éson foi destronado por Pélias, seu filho Jasão teria retornado logo após atingir a maioridade para retomar o trono que lhe pertencia. Para livrar-se da ameça de Jasão, Pélias o ordenou que fosse em busca do Velocíno de Ouro, o que seria suficientemente arriscado para poder eliminar o jovem pretendente ao trono. Para realização da tarefa, um mensageiro foi enviado por toda a Grécia para convocar heróis interessados em participar da empreitada. Ao fim da jornada desse arauto, cerca de 50 jovens heróis de grande valor e renome se apresentaram para cumprir a tarefa. Cada um deles ofereceu suas habilidades específicas para auxiliar na expedição. Argos, filho de Frixo, foi quem construiu o navio que levaria os jovens e, por isso, a embarcação recebeu o nome de Argo e seus tripulantes ficaram conhecidos como Argonautas.

A primeira escala da aventura foi na ilha de Lemnos, habitada somente por mulheres. Os Argonautas chegaram e tiveram filhos com essas mulheres. A segunda parada foi na ilha de Samotrácia, onde iniciaram nos mistérios dos Cabiros para conseguir proteção contra naufrágios. Em seguida, os tripulantes de Argo pararam em Mísia, onde sofreram alguns contratempos por causa das ninfas. Quando chegaram em Âmico, o rei do local desafiou um dos jovens em uma luta, hábito que tinha com a chegada de todo visitante. Pólux representou os companheiros, derrotou o rei e o fez prometer que jamais importunaria os estrangeiros que chegassem ao local. Depois, aportaram em Trácia, onde os jovens ajudaram o rei Fineu a se livrar de suas maldições. Em troca, receberam do rei dicas de como atravessar as Ciâneas, recifes que se fechavam violentamente antes de chegar ao destino da viagem.

Após uma linga jornada, os Argonautas chegaram à Cólquida. Jasão deveria realizar a tarefa mais difícil, que era capturar o Velocíno de Ouro. Lá, a filha do rei de Eetes, Medéia, apaixonou-se perdidamente por Jasão. A filha do rei era conhecida por suas habilidades na arte da feitiçaria e não poupou esforços para ajudar Jasão em sua tarefa. Este se aproveitou do auxílio recebido e partiu de Cólquida com o Velocíno de Ouro. Na viagem de volta, os Argonautas ainda enfrentaram alguns desafios, mas chegaram na Grécia e entregaram o Velocíno de Ouro a Pélias. Depois de toda essa jornada e de cumprir a missão, Jasão partiu para Corinto.

Fonte:
http://www.sumarios.org/sites/default/files/pdfs/52071_6099.PDF

Arquivado em: Mitologia Grega