Ifrit

Na mitologia árabe, ifrit é o nome dado a uma classe de jinni infernais, notório por grande força e astúcia. O Ifrit é uma categoria de gênio, um tipo de criatura que faz parte dos mitos médio-orientais.

Um ifrit, Efreet ou ifritah tem a forma de uma enorme criatura alada constituída de fogo, habita no subsolo e costuma frequentar ruínas. Armas comuns não são capazes de enfrentá-lo. No entanto, o ifrit é suscetível à magia, podendo vir a se tornar vítima ou escravo de humanos que dominam as técnicas apropriadas.

Os ifrits são citados no Alcorão e descritos nos mitos árabes como criaturas que são mais poderosas do que os homens e os espíritos, mas que estão abaixo dos demônios e dos anjos em poder. Segundo a mitologia, os ifrits vivem numa sociedade organizada nos moldes tribais árabes, com reis, tribos e clãs. Em geral casam-se entre si, mas podem também se casar com seres humanos. Na maior parte das histórias, pessoas afortunadas encontram ifrits que foram presos por magos em lâmpadas mágicas e forçados a conceder desejos.Da mesma forma que os jinni em geral, os ifrit podem ser descritos, no islamismo, como crentes ou infiéis, bons ou maus. Freqüentemente são retratados como perversos e impiedosos. Também há registro de ifrits nas Mil e Uma Noites.

São criaturas constituídas de fogo, e podem tomar a forma de cães, fogo, fumaça e também de inofensíveis seres humanos. Os ifrits que eram não-crentes no islã e que podiam se disfarçar, a fim de causar estragos e roubar itens de solos sagrados também podem ser considerados ghouls. São fortes, rápidos e orgulhosos de terem sido alguns dos primeiros seres criados a partir de fogo primordial. Ifrits também podem aparecer como homens e mulheres que se tornaram negros através do fogo, e foi por causa desta lenda que muitos africanos foram referidos como sendo ifrits pelo povo do Oriente Médio.

Fontes:
http://en.wikipedia.org/wiki/Ifrit
http://pt.wikipedia.org/wiki/Mitologia_%C3%A1rabe
http://global.britannica.com/EBchecked/topic/282188/ifrit

Arquivado em: Mitologia