Linguado

Por Marcelo Oliveira
Com seu corpo de formação curiosa, que foge da simetria bilateral comum nos vertebrados, o linguado chama a atenção pela posição dos seus olhos, ambos no lado esquerdo da cabeça. O corpo oval e achatado, pesando entre 2 e 3kg, possui uma coloração castanho-escura na parte superior e branca na inferior, o que o favorece o mimetismo, em relação ao fundo de seu habitat, para proteção contra seus predadores.

Linguado
Linguado
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Actinopterygii
Ordem: Pleuronectiformes
Família: Bothidae

Seu corpo mede entre 30 e 50cm, em média, podendo atingir até 80 kg em alguns casos. Suas nadadeiras dorsais, compostas de raios não espinhosos, circundam todo o dorso até a nadadeira caudal, enquanto que a nadadeira ventral é confluente e as peitorais não estão presentes em toda a espécie.

Em sua maioria a espécie pleuronectiforme é típica de águas salgados, ocorrendo, porém o linguado-de-água-doce é exceção que foge à regra, como o próprio nome diz. No Brasil, o linguado pode ser encontrado em rasas águas costeiras de todo o litoral, optando por locais mais profundos quando a temperatura cai.

Por serem animais bentônicos, os linguados vivem no fundo de seus habitats, sob areia, cascalho, pequenas lajes e fundos irregulares de pedra, auxiliados pelo seu mimetismo tanto para se defender quanto para se alimentar. Pequenos peixes, como as manjubas e as sardinhas, são alvos fáceis para o linguado, já que só podem fugir para os lados quando em águas rasas. Crustáceos também compõem o cardápio desse estranho ser marinho, que espera imóvel e parcialmente enterrado pelo movimento da água pelo momento de atacar sua presa ou de se livrar de algum predador.

Um fato interessante e curioso do processo de desenvolvimento desses peixes é que quando embriões seus olhos são simetricamente localizados em cada lado da cabeça. Todavia a larva sofre uma espécie de metamorfose que os desloca para o lado esquerdo, dando o aspecto bizarro característico do linguado. Isso está ligado a um determinado grau de desenvolvimento da tiróide, provocando a condição levógera, que migra os olhos para o lado esquerdo da cabeça, ou em alguns casos dextrógira, cuja migração é para o lado direito da cabeça. Algo similar às características que tornam uma pessoa destra ou canhota.

Tudo indica que isso ocorre devido a uma necessidade evolucionária de ficar no fundo de seu habitat, e assim conseguir tanto alimento quanto proteção. Afinal, todo organismo é obrigado a se adequar às condições impostas pelo ambiente em que vive.

Fontes:
http://www.scubadiver.com.br/scubadiver/linguado.html
http://revistapescaecompanhia.uol.com.br/peixes-do-brasil/agua-salgada.aspx?c=1714
http://pt.wikipedia.org/wiki/Linguado
Foto: http://peixariamaranduba.wordpress.com/2010/07/27/linguado/