Advérbios de Modo

Por Ana Paula de Araújo
Os advérbios de modo, em sua maioria, são terminados pelo sufixo -mente. Este sufixo se junta à forma feminina dos adjetivos.

Mas por que são chamados advérbio de modo?

Eis a resposta histórica:

Dos advérbios latinos, originados, na maior parte, de nomes ou pronomes, poucos passaram às línguas românicas. Enriqueceram-se estas todavia com algumas formações desconhecidas do latim literário, com várias criações novas e, em especial, com os advérbios em –mente que se tiram de adjetivos. O trabalho de Eneida Bonfim, Advérbios (1988), traz o estudo de Pottier, que defende que os legítimos advérbios são os de modo, verdadeiros qualificadores (modificadores) verbais, sustentando a teoria de que o advérbio está para o verbo, assim como o adjetivo está para o substantivo.

Exemplos:

  • Provavelmente, a carga tributária continuará se elevando.
  • É certamente difícil a disputa em concursos públicos.
  • Mais investimento em educação é uma iniciativa extremamente importante.
  • Crianças em situação de risco ficam em condições terrivelmente cruéis.

Porém, não podemos esquecer de enfatizar que nem todas as palavras terminadas em -mente são advérbios de modo.

Além dos Advérbios de modo, também podem terminar em -mente os advérbios:

  • de dúvida (provavelmente, possivelmente);
  • de intensidade (excessivamente, demasiadamente);
  • de tempo (imediatamente, diariamente);
  • de afirmação (certamente, realmente);
  • de ordem (primeiramente, ultimamente).

Podem construir-se inúmeros advérbios com a terminação –mente. Basta juntar essa terminação a um adjetivo:

Exemplos:

  • feliz felizmente;
  • português portuguesmente;
  • duro ou dura duramente;
  • teimoso ou teimosa teimosamente;
  • rico ou rica ricamente.

Quando se empregam sucessivamente dois ou mais advérbios terminados em –mente, só no último é que a terminação aparece:

Exemplo:

  • João apresentou-se pobre, triste e humildemente, por causa do que tinha acontecido.
  • Outros exemplos de advérbios de modo:
  • como eu disponho os objectos do toucador. Amanhã vais dispô-los assim.
  • Esse lenço está bem lavado, mas este está mal, e aquele também.
  • Vai devagar, olha que assim podes cair.
  • Este caminho está melhor calcetado, aliás não viríamos por ele, porque um piso mal arranjado dificilmente se suporta.
  • Cheguei apressadamente, porque é tarde.