Analista de Sistemas

Analista de sistemas é o profissional encarregado de sistematizar informações, ou seja, é aquela pessoa que realiza estudos de processos computacionais e cujo objetivo é encontrar a melhor e mais racional forma de processar a informação. O analista de sistemas desenvolve soluções que serão aplicadas pelo computador, baseadas na conexão que existe entre o usuário, o programa e o equipamento.

Ilustração: Sergey Nivens / Shutterstock.com

Ilustração: Sergey Nivens / Shutterstock.com

As principais áreas de atuação deste profissional são:

Administrador de banco de dados; gerente de redes de médio e pequeno porte; projetista e engenheiro de programas; professor de informática, bem como o desenvolvimento de projetos pedagógicos; consultor de equipamentos, programas e processos informatizados; administrador das informações (ou da tecnologia de informação) em uma empresa.

As atividades diárias deste profissional incluem a criação de inovadores produtos e serviços computacionais; administração de projetos; suporte aos usuários; organização e planejamento do processamento, armazenamento, disponibilidade e recuperação das informações; gerenciamento do fluxo de informações geradas e espalhadas pelas redes de computadores dentro de uma empresa; identificação dos requisitos, especificação, análise, programação e projetos do sistema, testes, implantação e acompanhamento dos sistemas pedidos pelos usuários.

Além da constante atualização, este profissional deve possuir algumas características, são elas: domínio da língua inglesa (item fundamental, visto que a tecnologia de ponta utiliza este idioma no mundo inteiro, exemplo disso é o Vale do Silício, situado na Califórnia); ter uma visão sistêmica, quer dizer, uma visão ampla e clara dos objetivos da empresa, melhorando a competitividade e a eficácia dela; bom relacionamento interpessoal, ou seja, saber se comunicar de forma empática para entender bem as necessidades e os problemas dos seus clientes; liderança, não somente por ser a pessoa que determina o que, quando e como algo deve ser mudado (no processo da informação), mas também por possuir a capacidade de motivar os outros colaboradores para a mudança e saber explicá-la; raciocínio lógico e rápido, facilidade com os números e senso analítico aguçados completam esta lista.

Este profissional pode atuar em diversos tipos de empresas, sejam elas públicas ou privadas: comércio, serviços e indústrias.

Assista ao vídeo abaixo sobre o Curso de Sistemas de Informação, produzido pela TV Unesp: