Analista de Sistemas

Ensino Superior em Comunicação (Universidade Metodista de São Paulo, 2010)

 

Analista de Sistemas é a profissão dedicada a solucionar um problema através das ferramentas disponíveis no universo da Informática. Com uso de sistemas de hardware (parte física) e de softwares (parte sistêmica) esse profissional vai analisar, planejar, projetar, programar, documentar, atualizar e testar variados sistemas de informação. Sua atuação pertence à área de Tecnologia da Informação (TI) e sua missão é desenvolver sistemas informatizados que consigam suprir as necessidades e objetivos da instituição para qual presta serviços.

Como a profissão ainda não foi regulamentada, não é obrigatório ter diploma de nível superior para trabalhar na área.

Porém, com a crescente e constante expansão da tecnologia, a tendência do mercado é dar preferência aos profissionais que tenham conhecimento comprovado, e para isso existem duas opções.

Ilustração: Sergey Nivens / Shutterstock.com

A primeira é cursar o bacharelado em Ciências da Computação, Análise de Sistemas ou Análise e Desenvolvimento de Sistemas oferecido por instituição de ensino superior devidamente reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), com duração média de 4 anos. Essa formação é bem completa e oferece um panorama que envolve todas as áreas pertencentes ao universo de Tecnologia da Informação. A matriz curricular traz disciplinas teóricas e práticas; entre elas matemática, robótica, banco de dados, redes, gestão e empreendedorismo.

A outra opção oferecida é o curso Superior em Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Tem duração média de 2 anos e visa capacitar o aluno de acordo com as necessidades existentes no mercado de trabalho. Para isso, foca nas disciplinas práticas e oferece uma formação mais objetiva. A matriz curricular é direcionada para o desenvolvimento de sistemas, lógica e programação.

Lembrando que além da graduação escolhida, é essencial ter bons conhecimentos em inglês.

As atividades de um Analista de Sistemas estão envolvidas diretamente com a tecnologia e rotinas que tragam soluções otimizadas. Isso inclui mapear processos, garantir a funcionalidade dos sistemas utilizados, planejar e realizar atualizações de softwares, desenvolver e implantar sistemas, atuar como facilitador entre usuários e desenvolvedores, analisar o impacto e custo das mudanças em TI, sugerir soluções que tragam inovação, aperfeiçoar a capacidade de gerar produtos e serviços, elaborar documentos referentes aos sistemas e participar de reuniões, entre outras tarefas.

O mercado de trabalho para Analista de Sistemas é promissor, pois atualmente as organizações de qualquer porte e segmento utilizam sistemas informatizados em suas variadas rotinas.

Além de trabalhar no setor público e privado, pode atuar por projeto de acordo com as necessidades apresentadas e também como autônomo. Em qualquer dessas modalidades, para que esteja apto a oferecer as melhores soluções, é importante que o profissional esteja atualizado com as tendências tecnológicas e tenha visão de negócios.

Assista ao vídeo abaixo sobre o Curso de Sistemas de Informação, produzido pela TV Unesp: