Figurinista

O figurinista é o artífice que elabora o figurino utilizado por personagens de uma produção artística, seja ela no formato cinematográfico, televisivo ou teatral. Ele tem em suas mãos a responsabilidade de criar indumentárias que atendam a um roteiro anteriormente produzido e a ele concedido pelos produtores da obra em questão. Este profissional tem a tarefa de providenciar peças que contemplem as exigências psicológicas e simbólicas de um determinado ser fictício.

O vestuário de uma pessoa diz muito sobre ela, expressa suas características mais íntimas, seu estilo, sua personalidade. O mesmo se dá com relação a um personagem, mas é preciso levar em conta o contexto do enredo, tempo e espaço nos quais ele está inserido, o cenário das gravações, o corpo do ator, que será o ponto de referência para a produção do figurino, e os elementos que compõem sua psique. Sem falar nas condições de luz e de cor ditadas pelos diretores de arte e de fotografia.

Este especialista deve, a partir do conhecimento prévio do enredo e de suas peculiaridades, providenciar, além das indumentárias dos personagens principais, as peças que contemplarão os figurantes, e também os acessórios necessários, tais como bengalas, bolsas, chapéus, luvas, óculos, entre outros elementos.

Ele submete sua criação ao cineasta, que a direciona ao diretor de arte, o qual irá orientar seu uso e, se o projeto for aceito, será realizado então um orçamento. Uma vez adquirida a matéria-prima necessária, tais como tecidos e detalhes que comporão o vestuário, é constituída uma oficina e é escolhido o grupo de artífices que irá elaborar o figurino – normalmente eles são selecionados pelo próprio figurinista.

O diretor de fotografia testará com antecedência todo material escolhido, enquanto o técnico de som verificará os sons produzidos por esta matéria-prima, para que não se corra o risco de criar interferências sonoras. As peças prontas serão imediatamente experimentadas sob as luzes das câmeras, e o resultado final será avaliado no negativo do filme ou da produção realizada para a televisão.

A indumentária já preparada é classificada numericamente de acordo com cada personagem e conforme a cena que será gravada. Este processo é realizado em conjunto com a continuísta. A partir de então o grupo passa a ser composto apenas por guarda-roupeiras, que preservarão as peças e estarão atentas à necessidade de lavá-las. Após o término das gravações o figurino será doado à empresa que produziu a obra de arte.

O corpo do artista é fundamental na escolha do figurino, mas é levado em conta não apenas seus atributos físicos, mas principalmente seus aspectos emocionais e sua dimensão histórica, o meio cultural de que ele também se compõe e a influência social decisiva sobre a mentalidade e o comportamento de cada um. Uma pessoa não é igual a outra, portanto a singularidade do ser e o personagem interpretado deverão determinar a produção do figurino.

Este profissional deverá possuir uma boa educação cultural e intelectual. Em países como a Itália, França e Estados Unidos, esta profissão é bem valorizada, mas no Brasil esta modalidade profissional ainda não conquistou o reconhecimento devido e não são muitas as escolas que preparam adequadamente o bom profissional. Normalmente eles provêm de oficinas de corte e costura ou de cursos direcionados para estilistas, em instituições como o Senai. O especialista deve estar ciente de tudo sobre a moda, sua história e evolução, as indumentárias e acessórios necessários.

Fontes
http://www.sindcine.com.br/decine/profissoes_no_mundo_do_cinema.htm
http://gruporedescobrir.blogspot.com/2008/02/figurino.html