Perfumista

A Perfumaria é uma arte ancestral, e o termo que a define procede do latim pro fumum, que tem o significado de ‘através da fumaça’. Talvez esta expressão se origine de um ato ritualístico empreendido pelos primitivos, que incensavam plantas aromáticas em homenagem aos deuses. Posteriormente os egípcios aprimorariam esta prática desenvolvendo o mecanismo de maceração destas plantas em óleo, convertendo-as em substâncias perfumadas que visavam aliviar os males do corpo.

Ser perfumista exige do profissional olfato apurado, capaz de distinguir inúmeras fragrâncias, uma vez que pode ser necessário o uso de pelo menos 300 ingredientes em um único perfume. Estes especialistas necessitam, além da graduação em química ou em farmacêutica, ter em mente aproximadamente 2.000 elementos que integrarão as futuras essências.

Os candidatos a seguir esta carreira passam por diversas triagens, que têm a finalidade de verificar não só seus conhecimentos, mas também seu preparo emocional e o potencial talento para ser um bom perfumista. Não há uma sólida formação acadêmica no Brasil, voltada especificamente para este ramo, mas quem tiver possibilidades financeiras pode estudar em Versailles, na França, graduando-se no campo da perfumaria. Há também outros cursos oferecidos por lojas de fragrâncias, igualmente no exterior, os quais podem ser concluídos em dois ou três anos.

É preciso estar constantemente atualizado para atuar em um mercado que fatura bilhões de dólares, e a responsabilidade do profissional, que irá justamente criar as mais variadas essências e receitas famosas, as quais muitas vezes se transformarão em verdadeiros clássicos da perfumaria, é sem dúvida proporcional ao ritmo alucinante que move esta indústria. Por outro lado, os salários são realmente tentadores, pois ele pode receber até US$ 15 mil mensais, trabalhando sob a pressão de prazos mínimos, atendendo sempre a pedidos anteriores.

Profissionais como a russa Sophia Grojsman atuam anonimamente na composição de perfumes famosos, exercitando o dom de orquestrar os mais diversos aromas, químicas, elementos sintéticos, que apenas imitam os odores presentes na Natureza, e substâncias geradas no interior de laboratórios.

À frente da empresa International Flavors and Flowers (IFF), como vice-presidente, ela experimentou as consequências de 80 ingredientes distintos ao agirem sobre as emoções humanas, concluindo que certamente o olfato está relacionado diretamente à esfera emocional do Homem.

Há elementos que provocam a intensificação da ira; outros acionam condições estressantes na psique humana. Manipulados, porém, na dose certa, e na combinação mais adequada com outras substâncias, podem produzir o bem-estar desejado. Os perfumes podem marcar a personalidade e a presença de um indivíduo, assim como o fazem o vestuário, os sapatos e demais acessórios.

Os bons perfumistas são sempre capazes de criar fórmulas imprevistas, surpreendendo não só o mercado e seus consumidores, mas a si mesmos, com seu dom criativo. Estes especialistas devem estar sempre atentos a novos aromas, constantemente exercitando o olfato.

Fontes
http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20080610193516AA8C74I
http://vilamulher.terra.com.br/vilabatom/materia/perfume/7-perfumistas.html
http://www.terra.com.br/istoe/comport/150815.htm

Arquivado em: Profissões