Piloto de Avião Comercial

Por Marina Martinez
Muito estudo e habilidades físicas e psíquicas são apenas algumas das características que o Piloto de Avião Comercial deve ter. O Piloto é o profissional altamente capacitado que dirige e coordena os aviões. Ao passo que a tecnologia auxilia o trabalho dos profissionais, a parte da aeronáutica também ajuda os pilotos, oferecendo programas que determinam parâmetros e que monitoram a automação da aeronave.

Piloto de avião. Foto: Andresr / Shutterstock.com

Piloto de avião. Foto: Andresr / Shutterstock.com

Pode-se dizer que esta profissão é uma das mais cobiçadas da categoria, pois o status e a falta de rotina que a profissão proporciona, chama a atenção dos jovens. No entanto, para se tornar um piloto de aviões o treinamento é rigoroso e exige muita capacitação, tais quais: responsabilidade, concentração, autocontrole, controle emocional, capacidade de trabalhar sobre pressão, capacidade de rápida adaptação às mudanças operacionais, capacidade de trabalhar em equipe, raciocínio rápido, raciocínio espacial, paciência, agilidade, comprometimento e disciplina.  É de fundamental importância que profissional tenha um compromisso com a segurança e se dedique constantemente aos estudos e treinamentos.

O futuro profissional deve escolher entre diversos aeroclubes e escolas de pilotagem espalhados pelo Brasil que ministram cursos de piloto comercial, para tanto é necessário ter concluído o Ensino Médio. Existem também algumas faculdades particulares que possuem o curso de Ciências Aeronáuticas com ênfase em Piloto Comercial, com duração média de três anos. E para ter habilitação o profissional deve completar no mínimo 150 horas de vôo. A habilitação ou licença é adquirida através da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). O tempo de estudo depende da rapidez com que o aluno realiza seus vôos de treinamento.

Pode-se optar por duas categorias, de aviões comerciais ou helicópteros. A partir daí, o piloto formado deve seguir as obrigações básicas que são, realizar vôos privados ou comerciais, zelar pela segurança dos passageiros, realizar pousos e decolagens, fazer exames médicos todo ano. Além disto vários treinamentos são recomendados como: regulamentos de tráfego aéreo, técnica de equipamento, combate a incêndios, primeiros socorros, cargas perigosas, bom conhecimento de inglês, receber e seguir orientações da torre de controle e trabalhar em equipe.

O atual panorama indica que a profissão de piloto de Avião está em expansão e a remuneração está acima da média, devido às novas companhias aéreas que prestam serviço low-cost e com isso aumentam a circulação de pessoas que está em alta, porém o sucesso depende muito da vocação, empenho e dedicação do profissional. A saber, um nicho de mercado que possui oportunidades, é o do táxi-aéreo, onde empresas aéreas possuem aviões e helicópteros para fretamento. O Táxi Aéreo é a escolha para empresários e profissionais que precisam chegar rapidamente ao seu destino, sem passar pelo congestionamento das grandes cidades.

No Brasil, Santos Dumont é considerado patrono da aviação e o primeiro piloto de aeronaves. O inventor desenvolveu o 14-bis, que era constituído por um aeroplano unido ao balão 14, que fora utilizado em vôos feitos por Santos Dumont, em meados de 1905, por isso o nome "14-bis", que significa, "14 de novo", devido ao fato do balão estar sendo reaproveitado.

Leia também:

Referências Bibliográficas:
http://www.portalbrasil.net/
http://www.brasilprofissoes.com.br/verprof.php?codigo=323